quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Centro Educacional realiza caminhada e orienta a população sobre cuidados no trânsito


    Durante a Semana de Trânsito o Centro desenvolveu atividades dando orientações às crianças

O Centro Educacional Infantil Chapeuzinho Vermelho trabalhou deste 18 de setembro a Semana do Trânsito orientando as crianças desde cedo para a importância do cuidado ao dirigir ou atravessar a rua. A Semana encerrou terça feira, 25, com uma caminhada por ruas da cidade. Centenas de estudantes do educandário, professores, funcionários e pais, participaram, transmitindo uma mensagem à população sobre os cuidados que motorista e pedestre devem tomar.
A população recebeu panfletos sobre sinalização de trânsito, infrações e penalidades ao motorista, e regras de segurança. A gestora do Centro Educacional, Gisele Soares, declarou que resolveram realizar a Semana em razão dos altos índices de acidentes de trânsito que ocorrem na cidade, principalmente por imprudência.
A gestora enfatiza que a educação infantil é à base de tudo, e os pais são modelos para as crianças. “Se as crianças observarem que os pais estão agindo de maneira correta no trânsito, quando adultas também agirão certo. Devem ser orientandas desde cedo, educadas no trânsito, para no futuro termos um trânsito mais tranquilo, é esse trabalho que o Chapeuzinho Vermelho desenvolveu nesses sete dias”.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Começa o V Jogos Universitários de Parintins



A quinta edição dos Jogos Universitários de Parintins (Jupin), iniciou na última sexta feira, 21, com a cerimônia de abertura no Ginásio Elias Assayag e apresentação das delegações dos cursos e presença de autoridades. Esse ano, participam do evento cerca de 1100 estudantes do Instituto de Ciências Sociais Educação e Zootecnia (Icsez– Ufam), e do Centro de Estudos Superiores de Parintins (Cesp-Uea) disputando em dez modalidades.
Serão nove dias de competições que acontecem tanto no Ginásio quanto na quadra da Escola São José Operário. A novidade dessa edição dos jogos são atletismo, natação e voleibol de praia que segundo a coordenação teve um bom número de acadêmicos inscritos. Em seu discurso na cerimônia de abertura o diretor do Icsez – Ufam, Heliberto Catalão, parabenizou os estudantes das duas instituições pela participação e relatou que no próximo mês, o Ginásio do Campus Parintins estará pronto, e em 2013, será o local de competição onde acontecerá o Jupin. No final de semana o Jupin deu prosseguimento com várias partidas, onde os discentes torceram por suas equipes favoritas.

Ceti realizou feira com preços acessíveis


Com o objetivo de aprimorar em um contexto dinâmico e real os conhecimentos da língua inglesa, as professoras Rosilane Matos e Maria do Carmo Bentes, realizaram ontem no Ceti, o projeto intitulado Garage Sale com os estudantes. Um evento informal onde vários bens, em estado de conservação, foram vendidos a preços que variaram de R$1,00 a R$ 10,00. Os produtos foram coletados pelos discentes, e a população, principalmente a carente, pôde comprar por um preço acessível. Nos Estados Unidos, as garage Sales, conhecidas no Brasil como brechós, são bastante comuns, pois, as pessoas se desfazem dos excessos em suas residências e ganham uma renda extra. No evento também aconteceram desfiles de moda.
A professora Rosilane Matos, relatou que a instituição desenvolve atividades voltadas para o conhecimento de culturas estrangeiras, sem esquecer de valorizar a brasileira. “Nesse bimestre, desenvolvemos essa ideia de feira, trazer o estudante para a vivência daquilo que está estudando, através desses projetos onde realmente se envolvam e gostam. O objetivo é, além de ter conhecimento da cultura americana principalmente, é desenvolver o vocabulário, e as expressões idiomáticas”.
A educadora frisa que o dinheiro arrecadado será destinado para a compra de materiais para I Feira do Conhecimento que o educandário realizará no final do ano letivo, onde cada turma vai trabalhar um país diferente. “Uma Viagem Cultural ao redor do mundo, é o nome da nossa primeira feira do conhecimento onde a gente vai trabalhar vários países que falam inglês ou não, inclusive o Brasil. A língua inglesa está presente no nosso dia a dia há muito tempo, tentamos levar pra os estudantes que nem tudo que usam é do Brasil, e devem valorizar também o que a gente já tem, é uma mistura de culturas na verdade”, diz Matos.

XII Mini Festival emociona criador dos Bois em Miniatura


         Brincadeira se torna espetáculo proporcionado por pequenos artistas

“Eu tinha 5, e meu irmão tinha 7 anos. Éramos muito crianças. E como não podíamos ir até o boi, decidimos trazer o boi até nós. Fazíamos a réplica do Bumbódromo, e colocávamos o mini Garantido e mini Caprichoso. Os mini bois eram brancos feitos de tampas de carteiras de cigarro, ambos com fita uma azul, e outra vermelha. No meio do mini bumbódromo soltávamos as paquinhas (um inseto) que representavam alegorias em movimento”.
Com essa declaração, o acadêmico de matemática da Universidade Estadual do Amazonas (UEA), Francijaner Matos da Silva, 27, conta como surgiu a brincadeira que ele e o irmão Francijuner Matos da Silva, 29, criaram, o que originou os mini bois Garantido e Caprichoso.
Fracigener diz que a família torce pelo Garantido, e que em épocas passadas, o pai não os levava para assistir o boi porque eram crianças. “Sentíamos a emoção que todo mundo sente em ver Garantido e Caprichoso na arena, e no máximo que meu pai fazia, era nos levar ao curral. Por isso começamos a fazer o mini Bumbódromo e os mini bois. Era uma brincadeira de criança, feita porque a gente queria ficar perto dos bois”, lembra.
Ele diz ainda que, na época chamavam os bois de Garantidinho e Caprichozinho, e com o tempo foram registrados: Mini Garantido e Mini Caprichoso. “Naquele tempo agente brincava como criança, com carrinho e cuidando das coisas como brinquedo mesmo. Não tínhamos essa visão, e nem ideia que nossa vontade de brincar de boi, uma brincadeira de criança, fosse alcançar a dimensão que tem hoje”, finaliza.

            Separação



Segundo Francijaner Matos, após alguns anos começou a participar de um grupo de jovem do Dejard Vieira, onde muitos frequentadores eram do bairro Itaúna. “Quando eles viram a gente brincando, pediram para participar. Depois de um tempo, um dos meninos, torcedor do Caprichoso, propôs a separação e nós aceitamos. Ficamos com o Mini Garantido no Dejard Vieira, e eles com o Mini Caprichoso no Itaúna”.
O acadêmico de matemática revela que sente emoção e prazer em ver como a brincadeira que iniciou quando criança cresceu ao ponto de proporcionar um espetáculo que, assiste juntamente com milhares de pessoas. “Isso me emociona e faz recordar quando íamos à lixeira pegar isopor, o resto que os bois jogavam. Quando as pessoas nos viam juntando aquele material, para confeccionar os mini bois, chamavam a gente de doido”, conta.
O estudante acrescenta que assistindo a brincadeira, diz que tudo valeu a pena. “Para mim isso não é orgulho, é um prazer, sei que Parintins gosta de boi bumbá, folclore, e acumula o ano todo o poder da arte, é isso que acontece com o Mini Festival, as crianças têm prazer em fazê-lo”, afirma.
Para ele, o espetáculo proporcionado no Mini Festival 2012, é a prova que todo parintinense nasce com o dom da arte, e desde cedo começa a criar. “A visão do mini Garantido é que toda criança, nos mini bumbás, seja valorizada e possa expressar esse dom maravilhoso da arte, para que a essência não se perca”, finaliza.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Ação policial: mulher despeja droga na pia para livrar o marido da prisão


Mais uma ação das policias Civil e Militar, no início da noite de sexta-feira, 14, prendeu Manoel Soares Batalha, 24, residente na Rua 15, Bairro Paulo Corrêa. O acusado foi flagranteado por tráfico de droga. Segundo informações do delegado Ivo Cunha que comandou a operação, no momento da prisão, a esposa do acusado tentou se livrar da prova do crime jogando o entorpecente na pia da cozinha e ligou a torneira para que o material fosse levado pela água.
Manoel Batalha, dono de uma lanchonete, na Rua 15, foi preso e flangranteado por tráfico de drogas e está à disposição da Justiça. Na delegacia ele assumiu que vende droga há pouco tempo. No momento que a Polícia entrou na casa, estava empacotando 50 gramas de entorpecente que teria comprado naquele dia, e afirmou, “com o lucro da venda, ia comprar enxoval para meu filho que vai nascer”.

Formiguinha

Ivo Cunha afirma que a boca de fumo comandada por Manoel é antiga. “Desde o ano passado tínhamos denúncias dele. Ele é formiguinha, vai vendendo de pouco, mas vende, conseguimos êxito na campana de três dias que fizemos juntamente com a Polícia Militar. Na hora do flagrante, a esposa dele que está no mês para ter criança, tentou livrar o marido do flagrante, jogou a droga na pia e ligou a torneira. Isso é tudo planejado por eles. Felizmente um dos agentes conseguiu impedir que todo o material tivesse sido levado pela água”.
O Delegado disse que no local apreenderam uma balança, R$ 39, 00, em dinheiro, e o resto do material de pasta base de cocaína, um papelote de maconha e materiais utilizados no preparo e embalagem da droga. “Com certeza, pela quantidade que ainda conseguimos ver no prato que ele jogou na pia, tinha pelo menos 200 gramas. A esposa do Manoel só não foi flagranteada porque foi levada com dor para o hospital. Mas ela vai ser indiciada por tráfico”, finaliza.

Cachorro ataca menino de três anos de idade

                    Mãe do garoto disse que na sexta feira o cão atacou outras crianças  

Um cachorro possivelmente da raça Fila, atacou Moisés Oliveira de Oliveira, de três anos de idade, que teve o lado direito da face desfigurada. O ataque aconteceu na manhã de sábado no Paraná do Espírito Santo do Meio, quando Moisés e duas crianças brincavam próximo a uma residência. Ele foi conduzido ao Hospital Jofre Cohen, onde recebeu atendimento médico.
Rosinete Oliveira de Oliveira, mãe de Moisés, relatou que o dono do cachorro é o senhor Magno. “O bicho atravessou o rio e está na casa do senhor Geandro e da dona Márcia, mas eles não cuidam do cachorro que está acostumado a atacar as crianças. Eles deveriam ralhar o bicho, mas só ficam olhando. Na tarde de sexta-feira esse animal atacou outras crianças, mas não foram mordidas, infelizmente meu filho não teve a mesma sorte e está com o lado direito do rosto todo desfigurado”.
Ela diz que o filho, a irmã de 7, e um primo de 2 anos, estavam passando, não mexeram com o cachorro, e foram atacados. “Por sorte esse bicho não desgraçou mais o rosto do meu filho. Na hora que foi mordido, eles estavam vendo, mas não fizeram nada”. Em contato com a redação do Gazeta na tarde de ontem, Renata Oliveira, tia de Moisés, informou que o caso foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia e na manhã de hoje, a vítima deve fazer o exame de corpo de delito.

TRE apreende mais de mil peças de implementos agrícolas e de pesca

       Apreensão aconteceu após denuncia de que os materiais estariam em dois locais da cidade (Foto Ilustrativa).
 

Agentes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), sob o comando do Juiz Antônio Itamar de Sousa Gonzaga, titular da 4ª Zona Eleitoral de Parintins, apreenderam mais de mil e cem peças de implementos agrícolas e de pesca sexta feira, 15.  O fato aconteceu após denúncia de que os materiais estariam estocados em um galpão de uma empresa têxtil no centro da cidade, e em um contêiner no porto de uma transportadora no Bairro Santa Clara, e possivelmente seriam distribuídos nesse período eleitoral. 
“Fomos aos locais após tomarmos conhecimento que o Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), estaria estocando material agrícola e materiais de pesca. A intenção foi em forma de cautela, para que não surgissem boatos na cidade que pudessem prejudicar a imagem daquela instituição, por isso, nos dirigimos aos locais indicados e averiguamos a situação”, disse o Juiz.
Itamar Gonzaga diz que ao constatar o fato, resolveu por bem realizar a apreensão dos materiais até a data das eleições. “Os materiais apreendidos ficarão nos mesmos locais até que haja o decurso do prazo do dia das eleições. O gerente do Idam, senhor Nilzomar Barbosa, foi nomeado fiel depositário dos referidos bens que estão sob sua responsabilidade”, disse.
 
Materiais apreendidos
 
Antônio Mariano, diretor do Cartório Eleitoral de Parintins revelou que foram apreendidos 600 motores do tipo rabeta, de 5.5 cavalos de potência, 3 grupos geradores de 7.5, 420 rabos de rabetas, 40 sevadores, 50 quites de ferramentas e, 60 quites de pescador. “No total, 1.113 de peças, uma parte no depósito da Companhia Têxtil de Castanhal na Caçapava, outra em um contêiner no Porto Baranda. A ação do Magistrado foi apenas por precaução”, esclarece.
Segundo informações de um cidadão, que pediu para não ter o nome revelado, “uma pessoa afirmou que os materiais apreendidos, teriam vindo da Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), da Capital do Estado, que o diretor é o ex-deputado Eron Bezerra. Eles não falaram o que seria feito com os materiais”. A reportagem do Gazeta Parintins procurou o gerente do Idam, senhor Nilzomar Barbosa, e tentou contato pelo celular, (092) 9***- 0506, mas, o mesmo não atendeu as ligações para se pronunciar sobre o caso.

Educadores da rede municipal participam de palestra sobre educação infantil




Na manhã de sexta feira, 14, cento e setenta educadores de centros educacionais municipais infantis da zona rural e urbana participaram de palestras no Auditório do Centro de Estudos Superiores de Parintins (Cesp - UEA), sobre educação infantil. As palestras fazem parte do ciclo que compõem o Projeto de Extensão da Universidade, no qual fazem parte as professoras Lucélida Maia, Ângela Figueiredo, Ruth Cristina Soares Gomes e o professor João Maria.
A professora Lucélida Lima, é nesses espaços se criam oportunidades de compartilhar conhecimentos. “No trabalho que realizamos tratamos a construção do conhecimento lógico. As informações são fundamentais para quem trabalha na educação infantil, o conhecimento não se constrói aleatoriamente, e sim através de relações que a criança estabelece e o professor permite que essas relações sejam criadas. O projeto tem o objetivo contribuir para a qualidade do ensino no município”, informou.
A professora Ângela Figueiredo, revela que a ideia do ciclo de palestras é relacionar teoria e prática de modo que o professor tenha um ensino na educação básica e a prática seja fundada numa teoria que está em constante transformação e aprimoramento. “Entendemos que a alfabetização pode começar antes da criança ingressar na escola, o papel da educação infantil é oportunizar a ela a vivencia e práticas de leitura e escrita, que a ajude na construção do conhecimento”, ressalta.

Colégio Batista realizará debate com os candidatos a prefeitura de Parintins

     A iniciativa foi de um grupo de alunos que irão votar pela primeira vez

Com o objetivo de ajudar a população conhecer melhor os candidatos a prefeito de Parintins, propostas de trabalho e projetos, um grupo de estudantes do segundo ano do ensino médio do Colégio Batista de Parintins, apresentou a direção da escola o projeto Debate Primeiro Voto. A ideia foi aprovada e o mesmo acontecerá no auditório do educandário, dia 29 de setembro às 19h30, e será transmitido pela Rádio Clube AM 1460.
Para o gestor, Eduardo Lessa Jr, o debate surgiu da necessidade dos próprios estudantes, interessados em ouvir propostas, e soluções para os problemas da cidade. “Quatro candidato já confirmaram presença, e as regras foram discutidas com os assessores em reunião, estamos recebendo orientações do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Foram convidados grupo de estudantes de cada escola de ensino médio, interessa muito aos jovens que irão votar pela primeira vez”.
Seriedade
Para o estudante Iago Beltrão, 16, o debate é sério, sem partidarismo. “O objetivo é passar a importância da democracia e do voto consciente. Será dividido entre apresentações dos candidatos, debate entre eles de acordo com o tema sorteado, perguntas formuladas por estudantes de escolas participantes, e as considerações finais”.
A estudante Aparecida Santos, 16, revela que, com o projeto, se pensou em toda a população, para votar consciente e escolha um candidato responsável. “É a primeira vez que uma escola estadual de Parintins promove um debate como esse, a gente quer mostrar que somos capazes de fazer daqui pra frente uma política cada vez melhor. Estamos com uma ótima expectativa para que possamos votar realmente com consciência”.
Ela ressalta que o debate não será aberto para a população para não ter desavença, já que muitas pessoas já têm candidatos. “O mediador será o professor de história, Jackson Barros, que nos incentivou desde o início. Vamos estar online no facebook Projeto Primeiro Voto, onde os internautas poderão fazer seus questionamentos”, enfatiza.

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Mini Garantido é campeão do XII Festival dos Bois em Miniatura de Parintins



O resultado do XII Festival dos Bois em Miniatura de Parintins foi divulgado as 15h30 de hoje (17), e teve como campeão o Mini Garantido conquistando seu sexto título. A agremiação obteve 189, 1 pontos na primeira noite (sábado), mesma pontuação do Mini Caprichoso. Na segunda noite venceu de 188,5 a 187,5, dia no qual o mini boi azul foi punido com a perda de 1 ponto, 0.5 porque um dos integrantes da marujada estava usando um tênis vermelho e 0.5 por ter sido cantada na apresentação azulada uma toada de uma outra agremiação (Estrelinha). O resultado geral foi:
Mini Garantido 377,6
Mini Caprichoso 376,6
Para o presidente do Mini Garantido, Miro Alcântara, a felicidade de ter vencido o Festival é indescritível. “Estamos felizes pela vitória, somos um boi unido, tudo que levamos para arena foi fruto de uma intensa pesquisa, e do trabalho artístico dos meninos do Dejard Vieira, diferente do contrário que envolve os artistas do boi Caprichoso grande. Agradeço a todos nossos parceiros, vamos comemorar até o ano que vem, agora é rumo ao bicampeonato”, declara Miro.

    Diretoria e coordenação do mini boi comemorando a vitória

XII Festival dos Bois em Miniatura: Mini Garantido - Exalta Parintins



Sábado e domingo (ontem), foi realizado o XII Festival em Miniatura de Parintins, com a disputa do Mini Caprichoso e Mini Garantido. A festa pela primeira vez aconteceu na Praça dos Bois, onde o público pode ver o talento e a arte de jovens e crianças das duas agremiações, um espetáculo que mostrou grandiosidade em pequenos detalhes.
O coordenador de cultura do município, Eduardo Gomes, relata que esse é um evento que pessoas de todas as idades gostam, principalmente as crianças. “É um evento que revela talentos para os bois grandes. O festival foi sucesso. A base da nossa cultura em Parintins é o boi bumbá, crianças já fazem seus trabalhos de artes plásticas assim como letras de toadas”.
Com a temática Exalta Parintins, o Mini Garantido mostrou a história, costume e cultura do povo parintinense apresentado em miniatura de forma tradicional, mostrando suas origens. Na valiação considerada excelente pelo amo boi Marcelinho Medeiros, a agremiação fez melhor do que que esperava.
O levantador de toadas, Leonardo Pantoja disse que o Mini Garantido explorou o lado caboclo, lado verdadeiro do parintinense. “Nos apresentamos com garra, determinação, principalmente humildade em cima do trabalho desenvolvido por nossos jovens e crianças. O Mini Festival é a porta que se abre para novos talentos, uma forma de dissolvê-los para no futuro tornarmos - nos algum item ou artista de boi grande”, relata.
De acordo com o presidente Miro de Alcântara, o tema retratou o início da cidade, a chegada dos jesuítas, do Pime. Apresentamos de forma bem original no seu contexto. Em torno de 60 crianças e jovens brincaram no Mini Garantido, estamos tentando resgatar o título que não vem desde 2009. Trouxemos um boi bonito, não tem dedo de artista de boi grande como o contrário, é feito simplesmente pelos meninos do Dejard Vieira”, declarou.

                                  Sinhazinha da Fazenda

                    Levantador de toadas, Leonardo Pantoja

           Apresentador do mini bumbá

             Mini Garantido 2012

               Nação vermelha e branca

            Brincantes mirins




                   Amo do boi Marcelinho Medeiros


Fotos: Ataíde Tenório

XII Festival dos Bois em Miniatura de Parintins: Mini Caprichoso - Amazônia bioma cabloca


                      Apresentador Alciro Neto

Sábado e domingo (ontem), foi realizado o XII Festival em Miniatura de Parintins, com a disputa do Mini Caprichoso e Mini Garantido. A festa pela primeira vez aconteceu na Praça dos Bois, onde o público pode ver o talento e a arte de jovens e crianças das duas agremiações, um espetáculo que mostrou grandiosidade em pequenos detalhes.
O coordenador de cultura do município, Eduardo Gomes, relata que esse é um evento que pessoas de todas as idades gostam, principalmente as crianças. “É um evento que revela talentos para os bois grandes. O festival foi sucesso. A base da nossa cultura em Parintins é o boi bumbá, crianças já fazem seus trabalhos de artes plásticas assim como letras de toadas”.
O Mini Caprichoso abriu o Festival em Miniatura 2012 e encerrou a segunda noite, o boizinho apresentou a temática Amazônia bioma cabloca. No primeiro dia retratou o universo através dos insetos, e na segunda noite falou das coisas da nossa região, como o Rio Amazonas e o pirarucu.
O apresentador Alciro Neto, disse que o mini bumbá exaltou a Amazônia, falando de como preservá-la e de como brincar de mini boi. “Falamos de coisas que enalteceram o nosso espetáculo, nossas crianças do Itaúna vieram com todo amor trazer o boizinho”.
Para o amo do boi Geliel Ramos revela, as apresentações superaram as expectativas. “Merecemos ser campeões, porque somos guerreiros, o que nos complicou no primeiro dia na arena foi os microfones que estavam falhando, e afetou um pouco nosso desempenho”, diz o amo.
De acordo com o presidente Aldenilson 60 crianças estiveram envolvidas no projeto Mini Caprichoso, “inclusive 20 jovens por causa do trabalho da solda, a parte mais pesada, cerca de 120 pessoas trabalhando diretamente. Fizemos um belo espetáculo em miniatura e a expectativa é conseguirmos mais um título”.


                         Sinhazinha da Fazenda

                        Mini Caprichoso





                     Apresentador Cássio Gonçalves




                                          Ritual



           Animador do Festival Rony Belchior, ao lado esquerdo.


Fotos: Ataíde Tenório


domingo, 16 de setembro de 2012

Estudantes do Ifam vão as ruas reivindicar direitos


    Discentes do curso recursos pesqueiros se dizem preocupados quanto à qualificação recebida

Estudantes de vários cursos do Instituto Federal do Amazonas (Ifam) iniciaram um protesto para reivindicar direitos que para eles que estão sendo usurpados. A carreata saiu da frente da Catedral de Nossa Senhora do Carmo na manhã de terça-feira, 11, e percorreu algumas ruas da cidade fazendo barulho com buzinações, até a instituição.
Edelson Gonçalves Marques, 38, que estuda Recursos Pesqueiros afirma. “Se não tomássemos uma atitude formaríamos sem qualificação profissional, e sairíamos sem a menor capacidade para enfrentar o mercado de trabalho, ou um concurso público. Enviamos documentação para que a diretoria nos explicasse também porque alunos do Ifam entram pela porta lateral, enquanto o corpo docente entra pela porta de vidro, nos ignoraram, reivindicamos esses e outros direitos”, desabafa.
O estudante Afonso Uchoa diz que, precisam que o Ifam feche parcerias com instituições para fazerem os estágios. “Precisamos de um laboratório que funcione, pois tratamos os peixes no chão, em cima de jornal. As facas que precisamos temos que trazer de casa. O Ifam não oferece materiais para que possamos fazer essas coisas. Esses e outros direitos estão nos usurpando”.
Alexandre Beraldo, estudante de Recursos Pesqueiros relata. “No pátio do Ifam tem um ônibus novo que não sei por que não conduz os estudantes que não tem transporte. Outra, não temos nada contra a construção da piscina no valor de R$1400.000,00, onde poderiam fazer dois tanques de piscicultura para que pudéssemos fazer aulas práticas para conhecimento do nosso estudo. Eles optaram pelo lazer e deixaram o estudo em segundo plano, é isso que está acontecendo”. A gestora da instituição foi procurada para dar esclarecimentos, mas o jornal foi informado que ela estava em reunião.

Escola Padre Paulo Manna prepara comemoração para o Dia do Surdo


    Objetivo da programação é sensibilizar a comunidade para um olhar voltado aos deficientes

A Escola Padre Paula Manna realizará entre os dias 25 a 27 de setembro, uma programação especial para comemorar o dia nacional do surdo, 26 de setembro. Durante os três dias haverá caminhada pelas ruas da cidade, palestras e show com participação dos estudantes da instituição. O objetivo é sensibilizar a comunidade parintinense a ter um olhar voltado de forma diferenciada a essa pessoas.
“Diferenciada não no sentido de descriminá-las, mas de colocá-las como pessoas capazes, que têm um futuro brilhante e precisam de oportunidade e acesso igualitário em todos os sentidos, na educação, mercado de trabalho. São pessoas que nós chamamos até de perfeccionistas porque costumam fazer seus trabalhos bem feitos, com perfeição, e nós que somos ouvintes muitas vezes nos surpreendemos”, relata a gestora da instituição, Maria Zilda Tavares e Tavares.
A gestora declara que muitos acham que a pessoa com deficiência auditiva não é capazes de fazer algo. “Se formos pensar nisso tudo, vamos ver que todos somos um pouco deficiente, temos dificuldades em determinadas coisas, aqui na nossa Escola Paulo Manna, é dever nosso sairmos as ruas e lutarmos pela defesa dessas pessoas”. Para ela, é importante que todos tenham conhecimento das necessidades dos deficientes, de como contribuir e ser útil na vida deles, para que se sintam capazes e a cada dia, superem as barreiras e sejam vencedoras. “A partir do momento que nossos estudantes começam a adquirir a sua autoestima, a ser reabilitado, passam a ser felizes, muitas vezes mais do que nós que ouvimos e falamos”, relata.

UEA realiza debate entre candidatos a prefeito de Parintins


O debate entre os candidatos a prefeitura de Parintins acontecerá dia 27 de setembro no Auditório da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e deverá ter duração de 2h20min. A idealizadora é Deyse Alcântara, funcionária do setor terceirizado da UEA, e membro do Movimento de Mulheres da Amazônia (Mani), criado em 2008, no qual fazem parte mulheres de vários seguimentos, como quilombolas, indígenas, senhoras do lar e estudantes.
Deyse revela que a ideia surgiu para que os eleitores parintinenses conheçam a postura dos candidatos a prefeito. “Tivemos o cuidado minucioso de não ter perguntas ofensivas, agressivas, eles irão fazer pergunta entre si, mas, respeitando as regras do debate, assim cada um vai expor sua proposta, plano de governo e ver se está abrangendo todas as necessidades da cidade e interior. A duração será de 140min, dividido em três etapas, apresentação do candidato, perguntas e respostas entre eles com direito a réplica e tréplica, perguntas da plateia e as considerações finais”, informa.
A idealizadora espera que os candidatos compareçam e assumam uma postura responsável com a sociedade. “Esperamos que venham todos os candidatos, que realmente mostrem compromisso, com a sociedade, estudantes da Ufam, UEA, porque se tiverem que justificar, não vai ser para a organização do debate e sim para a sociedade”.
Para participar do debate serão destinadas 100 vagas a sociedade civil, 100 aos alunos e funcionários da UEA, 75 a Ufam e 25 para assessores dos candidatos, ou seja, 05 de cada. As inscrições começam a partir de segunda feira, 17, das 08h às 18h, os interessados devem levar RG. A comissão é formada por Deyse Alcântara, Elizeu Souza, Ivone Menezes, Jeane Carol e Cleomara Monteverde.

Deficientes vão a Câmara Municipal expor e cobrar propostas de acessibilidade


         Presidente da Udevip diz que a luta pela melhoria dos deficientes deve ser constante

O presidente da União dos Deficientes Visuais de Parintins (Udevip), Elenilson Ramos, informa que dia 20 deste mês, acontece na Câmara Municipal, uma sessão especial em homenagem as quase vinte mil pessoas com deficiências no município.
Para ele, pelas datas comemorativas aos deficientes, setembro é considerado o mês azul. “No dia 10 foi comemorado o dia da linguagem dos sinais. Dia 21, se comemora o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência, instituído em 1982 pelos movimentos sociais das pessoas com deficiência, e regulamentado pela Lei 11133 de 14 de julho de 2005, e dia 26, o Dia Nacional do Surdo”.
O presidente diz que a sessão especial na Câmara Municipal é homenagem para homenagear as pessoas com deficiência. “Convidamos a Associação dos Deficientes, as instituições como Pestalozzi, Escola Padre Paulo Manna, e todos que atuam com educação inclusiva”.

Cobranças

Para Ramos, é importante a presença de todos, pois é na Câmara que começam as propostas para as políticas públicas. “No dia da sessão especial, vamos apresentar propostas e cobrar dos vereadores propostas que beneficiem a causa do deficiente. Parintins tem em média 20 mil pessoas com deficiência. Se não mostrarmos a cara, formos às ruas, o poder público não descruza os braços”, diz.
De acordo com o presidente a luta por educação, esporte, lazer, cultura e acessibilidade, deve ser constante. “A Câmara que é a Casa do Povo, não oferece o mínimo de acessibilidade, nem que seja preciso carregar cadeiras de roda para colocar lá dentro, vamos fazer. Eles alegaram que não podem fazer adequações porque o prédio é alugado, mas a Lei 10098, diz que mesmo os prédios alugados devem dispor de acessibilidade porque é de serviço público”, finaliza Elenilson.

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Grupo JOFEC realiza competição de danças



O grupo Jovens Com Fé em Cristo (JOFEC), da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, realizou na noite de sexta feira, 07, no Complexo de Esporte, Lazer e Cultura Benedito Azedo o evento cultural denominado 3º Batalha de JOFEC. A edição 2012 apresentou competições de free step e hip hop, entre jovens e adolescentes, que segundo a coordenação, superou a dos anos anteriores. Dancers dos municípios de Boa Vista do Ramos e Barreirinha competiram.
O campeão do free step foi Wellington Rodrigues de Assis, conhecido Pica Pau, e no hip hop quem levou a melhor, foi um trio da equipe B.V.R de Boa Vista do Ramos. “A competição foi muito disputada, suei bastante, treinei três dias antes do campeonato para poder ganhar esse título, graças a Deus consegui”, diz Pica Pau. “O free step cresceu bastante em Parintins, há três meses venci o Campeonato Amazonense, agora sou campeão parintinense da Batalha de Jofec, uma excelente final com meu colega Luís Henrique”, acrescenta.
A coordenadora do evento, Anita Paes, relata que a 3ª batalha de JOFEC acontece para incentivar o jovem. “O evento foi maravilhoso, é sempre bom está incentivando a nossa juventude a prática de atividades saudáveis, onde há união de todos. Somos da Igreja de Nossa Senhora de Lourdes, em julho do próximo ano vai haver a jornada mundial da juventude, nosso objetivo é levar vários jovens parintinenses para participar da jornada que é a vinda do Papa ao Brasil”.

Jovem comete suicídio na própria residência




Antes de morrer escreveu uma carta se despedindo da família e explicando o ato

Na madrugada de quarta feira, 12, por volta de 4h30min, o jovem Micael da Silva Barbosa, 19, estudante do 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Tomaszinho Meirelles, cometeu suicídio, na própria residência, Bairro São Vicente de Paulo, com o cinto de seu quimono. O rapaz treinava jiu-jitsu e MMA, e antes de morrer escreveu uma carta se despedindo, e que o ato seria uma prova de amor. Ele era pai de uma menina 08 meses.
Segundo a família, ao acordar o pai do jovem foi colocar alimento e água para os cães e, se deparou com a cena mórbida do filho pendurado pelo pescoço na varanda de trás da casa. O tio do jovem, Alonso Pereira da Silva, relata que o sobrinho era um rapaz que a família gostava muito, e não tinha motivos para se suicidar. “Tudo que aconteceu pegou a gente de surpresa, os pais estavam dormindo, é uma coisa que não sabemos explicar porque ele fez. Sempre gostou de praticar esportes, era pai de uma filha de 8 meses, a  criança e mãe dela morava com ele na casa dos pais, foi inesperado o acontecido”.
O técnico de necropsia, Afrânio de Jesus, examinou o corpo do rapaz e disse, “infelizmente mais uma vez a cidade de Parintins é acordada com a notícia de um suicídio, por enforcamento, dessa vez um jovem de 19 anos de idade. Houve compressão dos vasos do pescoço por um cinto que se usa em quimono, aparentemente era um jovem em pleno gozo de suas funções vitais, que acaba fazendo esse tipo de coisa”, ressaltou. O enterro aconteceu quinta feira, 13, às 8h da manhã no Cemitério São José.

Vigilantes reivindicam sindicato para a categoria em Parintins



Na noite de terça feira, 11, aconteceu uma reunião na Câmara Municipal com os líderes dos vigilantes, e foram ouvidos pelo presidente do legislativo Juscelino Melo Manso. O objetivo foi reivindicar um sindicato em prol dos direitos e benefícios da categoria. Na cidade existem cerca de 700 vigilantes, cerca de 500 trabalham em 24 postos de serviços, 8 em empresas credenciadas de segurança privada, e guarda municipal.
O vigilante Luiz Pereira, disse que a categoria não tem amparo do sindicato estadual. “Todo recurso dos vigilantes é destinado a Manaus, estamos tentando através dessa delegacia em Parintins ou sindicato, resgatar o direito dos que trabalham e também os que estão desempregados. O objetivo é formalizar alguma coisa que nos traga benefício, como assistência médica, convênio com supermercados, e drogarias. Temos de dois em dois anos que ir a Manaus fazer a reciclagem, muitas das vezes o cidadão fica fora do trabalho por não ter recursos”, declara.
Carlos Alberto Lima dos Santos, disse que a partir do encontro, o que foi explanado deve ser praticado. “Vamos mobilizar os companheiros e buscar um movimento maior, temos determinação e apoio da Câmara na pessoa do presidente. O sindicato propriamente dito dar conta de todas as nossas necessidades, tem força de lei maior, mais apoio, e vai trazer toda a parte que a gente precisa para trabalhar em cima das necessidades da nossa classe”, diz.
Para o presidente da Câmara Juscelino Melo Manso, a melhor forma de fortalezar uma categoria, é criando um sindicato municipal ou vinculando ao estadual, mas estruturado e tem condição de atender as necessidades do sindicalizado. “Percebemos que a categoria estar buscando esse esclarecimento, é nossa obrigação estender nossos serviços também como advogado do conhecimento jurídico, para formalização desta entidade. Penso que seja mais prudente o vínculo com o sindicato estadual, se assegurar no mais forte, até que o municipal esteja fortalecido”, relata.

Mais dois flagrantes registrados na DCCMI



Roubos, furtos e ameaças continuam a acontecer com frequência na Ilha. A Delegacia em Crimes Contra Mulheres, Menores e Idosos-Parintins (DCCMI), registrou no mês passado, 322 casos, uma média de aproximadamente 11 diariamente. Ontem foram registrados mais dois flagrantes.
O primeiro por volta de 1h quando um menor de 17 anos foi flagranteado quatro horas após roubar dois celulares, ele estava armado com um terçado, um dos celulares era de uma adolescente de 15 anos. O fato aconteceu as 21h30 na Rua Itacoatiara, esquina com José Esteves no Bairro Palmares.
O segundo foi de ameaça, Admil Souza, 49, foi flagranteado ao ameaçar tacar fogo na residência da esposa, Bairro Itaúna I, sendo enquadrado na Lei Maria da Penha. Ele ligou a botija deixando escapar gás pela cozinha dizendo que iria incendiar com a amásia dentro por volta de 11 horas, mas o ato não foi consumado, o mesmo foi apresentado a DCCMI. Segundo informações da Delegacia, já fazia um tempo que os dois não conviviam juntos. A Delegada Ana Denise disse que o menor flagranteado por roubo vai ficar a disposição do Ministério Público, o outro, irá responder pelo crime de ameaça perante a justiça.

Mil e duzentas medalhas e 43 troféus conquistados no XXIX JEP’s



O XXIX Jogos Escolares de Parintins (JEP’s), realização da Coordenadoria Regional de Educação de Parintins (CREP), encerrou no último sábado, 08, com a cerimônia de premiação no Ginásio Elias Assayag, onde foram entregues 1200 medalhas aos que mais se destacaram na competição e 43 troféus às escolas campeãs de cada modalidade e categoria. A confraternização foi de todos que participaram e ajudaram a promover a edição 2012. O encerramento se deu após doze dias de garra, determinação dos atletas e festa dos torcedores. 
O Colégio do Carmo conquistou o maior número de medalhas de ouro, e ficou empatado no número de troféus com a Escola Tomaszinho Meirelles, oito cada. “É um momento de alegria para a Família Vicentina, agradeço a direção e a APMC da escola, juntamente com os pais que nos ajudaram bastante, conquistamos resultados positivos e estamos preparando nossos atletas para que eles possam continuar a ter esse êxito. Ano que vem vamos trabalhar muito mais e com certeza viremos mais fortes”, declara o professor de educação física do CNSC, Ironildo Cursino.
O coordenador do JEP’s, professor Carlos Meirelles, relata que a coordenação do evento fez o que estava ao alcance. “Agradeço a todos que elaboraram os Jogos Escolares, gestores, professores, voluntários”. O JEP’s é um momento dos alunos, se eles estiverem felizes nós estaremos. Se chegou a 29ª edição é porque é importante, relata.  “A partir do momento que tivermos uma equipe maior para executar todas as ações, os jogos serão melhores. A semente foi plantada pelos colegas de 1981 e continuamos com força total, sabendo que esse trabalho surte efeito e faz bem para a sociedade”, ressalta Meirelles.

Escolas do interior foram destaque no Jemupin


       Santa Terezinha do Caburi conquistou o 1º lugar nas três categorias

Entre os dias 03 e 08 de Setembro foi realizado o II Jogos Escolares Municipais de Parintins (Jemupin), com participação das escolas e centros educacionais da zona urbana e rural do município em diversas modalidades nas categorias pré-mirim, mirim e infantil. A Escola Municipal Santa Terezinha do Caburi conquistou o 1º lugar nas três categorias, em 2° a Escola Municipal Nossa Senhora de Aparecida do Miriti, e em 3°, João Lauro do Zé Açú.
A festa de encerramento aconteceu sábado, 08, na Quadra Poliesportiva Silvio Miotto, onde foi entregue a premiação dos medalhistas e troféus aos campeões. O II Jemupin reuniu mais de 2500 alunos, uma realização da Secretaria Municipal de Educação, Desporto e Lazer (SEMED). “O trabalho foi formidável, parabéns aos pais que deram apoio a seus filhos nesse evento. Santa Terezinha veio e foi campeã nas três categorias, um excelente resultado. É maravilhoso ver o esforço de gestores e professores junto conosco”, declara a coordenadora do JEMUPIN 2012 Valdete Pimentel.
A coordenadora agradece os monitores do Projeto Mais Educação pelo empenho com as crianças, e diz “sentimos a necessidade de professores de Educação Física que não estiveram presentes, praticamente não valorizaram o trabalho que eles mesmos deveriam mostrar. O público compareceu em grande número nos locais de competição, percebemos realmente a socialização entre os estudantes, isso nos motiva fazer cada dia mais, porque para conseguirmos fazer uma Parintins melhor é preciso de pessoas compromissadas com a educação do município”.

Exposição de artes protesta contra o abandono da Casa da Cultura



Artistas cobram das autoridades a conclusão do prédio

Pelo menos quinze artistas plásticos parintinenses iniciaram na manhã de sexta-feira, 7, uma manifestação que deve prosseguir até a próxima quinta-feira, 13.  A finalidade é cobrar das autoridades a conclusão do prédio da Casa da Cultura para que o local deixe de servir de esconderijo para marginais e prostituição.
Marlon Brandão Silva, presidente da Associação dos Artistas Plásticos de Parintins (AAPP), relata que “a Casa da Cultura seria o espaço da Arte Parintinense, onde poderiam estar de segunda a sexta com centenas de crianças tendo aulas de artes, e onde os artistas poderiam expor suas obras. Infelizmente pela irresponsabilidade de alguém, que não concluiu a obra, o local está abandonado, serve de esconderijo para marginais, prostituição e onde inclusive já aconteceram vários estupros”.
O presidente relata ainda que “o ato é uma cobrança às autoridades brasileiras a conclusão desse prédio, pois pelo que temos conhecimento, para as autoridades em Brasília, essa Casa da Cultura já está inaugurada. Queremos mostrar a realidade e pedir ao Secretário de Cultura do Amazonas, Dr. Robério Braga, que assinou o livro na Casa da Cultura no qual ele prometeu nos ajudar, que intervenha junto ao Governo do Estado para que essa realidade chegue a Brasília e o problema seja resolvido”.

Reivindicação

Marlon diz que, “nossa categoria sempre agradeceu ao poder público municipal que sempre contribuiu com os artistas para a realização do concurso do cartaz do Festival. Sempre falei que isso não é obrigação só do Prefeito, é também obrigação do Estado, porque o cartaz é a imagem oficial do Festival que representa o Estado. Graças a Deus essa administração vem contribuindo esses anos todos com esse nosso evento que traz grandes desenvolvimentos a nossa classe”.
Marlon diz ainda que, “hoje reivindicamos do prefeito Bi Garcia ajuda para montar aqui uma oficina e produzir nossos trabalhos. Precisamos pelo menos de uma parte da Casa da Cultura coberta. Quando se fala em cultura, se fala em arte, dança e música, e nós fazemos parte desse contexto cultural. Para isso precisamos do Museu da Arte Parintinense, e por isso o desafio está lançado. A cobertura de um galpão vai ajudar, mas esperamos que as autoridades federais realmente nos ajudem”.
 “A arte parintinense é admirado pelo mundo todo. Somos a terra da arte, da cultura e do folclore. É inadmissível que nossa Casa da Cultura esteja aqui abandonada. Queremos a finalização dessa obra que vai beneficiar todos os artistas da Ilha e  poderemos realizar trabalhos sociais voltados para a arte com as crianças, as visitações dos alunos aqui na casa da cultura o que antigamente acontecia. Precisamos trazer o povo para ver a arte pintada e esculpida a mão, às esculturas feitas pelos artistas, isso é arte e vai trazer luz a vida dos que assistirem, pois a arte, tanto quanto a religião e a ciência, têm o poder de influenciar as pessoas”, conclui Marlon.

Reconhecimento

O prefeito Bi Garcia, que esteve na manhã de sexta-feira, 7, no local da manifestação revela que “os artistas parintinenses reconhecem que nosso governo trabalhou muito pela cultura em Parintins. Com relação a esse prédio, informei a eles que está em processo no Tribunal de Contas da União, e é uma obra que foi tida como inaugurada, e que a gente sabe que lamentavelmente foi aqui um roubo do dinheiro público”.
Bi Garcia revela ainda que “o então Senador João Pedro, do Partido dos Trabalhadores, ainda tentou uma emenda no orçamento da União, mas não conseguiu porque essa obra se encontra como concluída, inaugurada e patrocinada com recursos do Ministério da Cultura. O processo está em andamento no TCU, na justiça federal. Por estar sob júdice, não se pode fazer nenhum tipo de investimento nesse prédio”.
O Prefeito diz que “por uma solicitação deles, vamos pedir autorização da Câmara para repassar aos artistas plásticos um termo de sessão de uso até sair uma solução da Justiça Federal para esse prédio. Após a liberação, vamos fazer uma cobertura do espaço que vai servir de galpão, onde eles poderão criar telas, confeccionar faixas e outros trabalhos”.
Bi Garcia diz ainda que “já recuperamos muitas áreas e prédios abandonados. A Praça Benedito Azedo é um exemplo, era uma praça abandonada, que os drogados frequentavam e hoje é um grande espaço de cultura, esporte, lazer, da criança e do idoso. Esse espaço aqui com certeza vai acabar com esse ambiente propício à violência. E não tenho dúvida que a participação da Associação dos Artistas Plásticos será muito importante para isso”, finaliza.

domingo, 9 de setembro de 2012

Beto Medeiros reassume direção de unidade prisional



Após desistir da campanha deste ano onde concorria uma vaga para vereador de Parintins, Luiz Alberto Medeiros (o Beto Medeiros), reassumiu no dia 28 de agosto de 2012, o cargo de diretor da Unidade Prisional de Parintins. Promete trabalhar para amenizar os conflitos que vem acontecendo entre presos de Justiça na Delegacia e Unidade Central.
Beto Medeiros revela que havia pedido exoneração do cargo de diretor da unidade por conta da condição de candidato. “Em conversa com o secretario de justiça, e pelo bom desempenho do meu trabalho durante esse doze anos a frente da unidade prisional, ele achou por bem tornar inválida minha exoneração e me nomear diretor presídio que aconteceu no ultimo dia 28 de agosto”.
 Beto diz que sabe que os ânimos dos internos estão exaltados. Um dos fatores que contribuem é a super população que a Unidade. “Estamos hoje com 179 internos, entre o regime fechado e no semi aberto e com 22 detentos na delegacia e 157 na unidade prisional. Vamos continuar o trabalho que sempre fizemos com seriedade e honestidade, tentar conversar com os internos e encontrar a melhor maneira para que eles melhorem o comportamento dentro do lugar”.
“Estamos tentando resolver o problema. Vamos junto ao Secretario de Segurança tentar conseguimos construir pelo menos seis celas. Do jeito que está, fica difícil. Assim como a construção de um novo presídio, não dispomos de terreno”, enfatizou.  O diretor destaca ainda que mesmo que ocorrer a construção ela vai demorar no mínimo três anos para ser concluída.”, finaliza Beto.

Ação de saúde atende mais dois bairros da Ilha



Moradores do Bairro São Vicente e Nazaré receberam na manhã de terça-feira, 04, uma ação de saúde, que aconteceu na Escola Estadual Irmã Sá, de 8h ás 13h, onde foram realizados mais de 2 mil atendimentos por 20 profissionais dos centros de saúde Darlinda Ribeiro, Dr. Toda e Dom Arcângelo Cerqua.
O diretor do Centro de Saúde Dom Arcângelo Cerqua, (o Centro de Saúde do Bumbúdromo), Sara Beltrão relata que a meta das ações é melhorar a qualidade da saúde e de vida da população, levando orientações e atendimentos médico em diversas especialidades. “Muitas vezes as pessoas, por algum motivo não podem ir até um centro de saúde e durante uma ação como essa, os profissionais chegam até essas pessoas”, destacou.
Beltrão revela que as ações de saúde, também são ações preventivas. “O objetivo também que as pessoas evitem chegar aos hospitais de Parintins para internação. Temos que levar em consideração a boa vontade dos agentes comunitários de saúde que estão levando informações e trazendo a população para participar como na Escola Irmã Sá”.
A jovem Marta Simas Gomes aprova a ação conjunta de saúde. Levou a filha de um mês de idade para receber atendimento. “Minha filha nasceu com peso insuficiente. Ela precisa de atenção especial e aqui fomos bem tratadas.” disse.

Oi realiza serviços de manutenção de telefonia no Caburi



Nos últimos dias técnicos da operadora Oi estiveram na Agrovila do Caburi realizando reparos nos orelhões da localidade que se encontravam em péssimo estado e da rede telefônica que está com a fiação danificada por veículos. Dos doze orelhões públicos da Agrovila apenas dois estavam funcionando.
reivindicação foi do presidente da Associação dos Moradores e Agricultores Familiares do Caburi (AMAFC), Francisco Valeriano Nunes. O presidente esteve em uma reunião na última quinta feira, na sede da operadora no município com o gerente local, onde levou um ofício pedindo consertos na rede telefônica caburiense e mais orelhões. “Temos praticamente quatro mil habitantes, e o número de telefones públicos é insuficiente. Pedi que fossem instalados mais aparelhos, e o conserto da rede telefônica danificada”, relata Nunes.
Nos últimos meses as reclamações de moradores por conta do péssimo serviço prestado pela operadora na localidade foram constantes. O Gazeta Parintins publicou uma matéria em 09 de julho sobre a situação, onde também foi cobrada uma promessa feita pelo atual Senador Eduardo Braga.  Em campanha ele firmou o compromisso que se eleito fosse, a Agrovila teria telefonia móvel, mas até agora nada foi feito. Com os reparos, os moradores esperam melhorias no serviço de telefonia fixa.

Temporal destelha escola no Parananema



Por volta de 16h de segunda feira, 03, uma forte chuva assustou moradores da Comunidade do Parananema. A Escola Municipal São Pedro foi destelhada e os materiais didáticos foram jogados para longe pela ventania. No momento não tinha ninguém no educandário.
Dona Valdomira Oliveira, 76, que mora próxima da escola, disse ter ficado apavorada. “Por causa do temporal eu e mais duas crianças que crio nos trancamos dentro de casa, parece que o mundo ia se acabar. Sentir nos meus pés a terra tremer, foi horrível. Quando acalmou, abrimos a porta e vimos o Colégio todo destelhado. Saímos por debaixo do chuvisco para ver mais de perto o estrago que ficou, tinha material até dentro do igapó que o vento levou. Sempre tem gente no colégio, mas nesse momento graças a Deus não havia ninguém”.
A Professora Valdecira Tavares, revelou que os professores e funcionários estavam fora da escola em atividade quando caiu o temporal. “Estávamos em atividade extraclasse. Graças a Deus que nenhuma pessoa estava no prédio”. A professora acredita que dentro de poucos dias o telhado vai ser recuperado. “Estamos lutando pela educação. A escola vai ser recuperada e ficará ainda mais forte”, acrescenta.
O Secretário de Obras, Lucas Dias ressalta que o município já está providenciando o material para fazer uma nova cobertura na escola e retirar os entulhos de dentro. Ele acredita que no máximo em uma semana de trabalho deve estar pronto. A Escola Municipal São Pedro tem duas salas de aula e 108 estudantes.