quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Promotor contesta implantação do “Ronda nos Bairros” em Parintins


     Acho até brincadeira de mau gosto implantar o Ronda nos Bairros em Parintins, diz André Seffair

O promotor André Seffair está de volta a Parintins e contesta a implantação do programa Ronda nos Bairros na cidade. Ele diz ser palhaçada trazer o programa sem a construção de um novo presídio, pois o atual está com o quíntuplo acima da capacidade.
Seffair dar o exemplo da Capital do Estado onde havia 4200 detentos, e dez meses depois da implantação do programa o número saltou para 6900, aumento de 64%, por isso os presídios da capital estão lotados. Para ele, com o programa na cidade o número de pessoas presas deve crescer e questiona onde ficarão tantos presos.
“Aqui tem que ser construído outro presídio. Estamos em Parintins há 11 anos, e todo esse tempo vai ser construído o presídio e nunca sai. Acho até brincadeira de mau gosto implantar o Ronda nos Bairros em Parintins. Antes de falar em trazer o programa pra cá, tem que ser construído outro presídio”, ressalta. 
O promotor esclarece ser contra a transferência de presos, mas há detentos que ameaçam outros presos, e coloca em risco a vida de outros funcionários da penitenciária. “É isso que essas pessoas estavam fazendo, por isso tem que haver critério para a transferência”.

Princípio de rebelião na Unidade Prisional de Parintins


   Ação dos presos resulta na transferência de 6 para o presídio de Manaus e 5 para o de Itacoatiara

Detentos do presídio iniciaram um motim na madrugada de terça feira, 28, reivindicando alimentação de qualidade, agilidade nos processos penais e melhores condições estruturais da unidade. Com as chuvas celas alagaram porque o telhado estava quebrado, o que ocasionou a manifestação, dois presos foram feitos reféns. A polícia controlou o motim no fim da tarde do mesmo dia.
Em decorrência da ação, seis detentos foram transferidos para Manaus e cinco para Itacoatiara. A determinação foi do juiz de Direito da 1ª Vara do Tribunal de Parintins, Aldrin Henrique de Castro Rodrigues, que solicitou da direção do presídio a identificação dos presos que estivessem sob a jurisdição dele para serem transferidos. “O presídio não oferece as mínimas condições de receber preso, desde o ano passado pedimos providências”, assegura. O presídio de Parintins possui atualmente 177 detentos sob custódia, cuja capacidade é para no máximo 36.
Os transferidos para Manaus foram: Adailson da Silva Nunes, Alexandro Barbosa dos Santos, Eduardo Jorge Kataki da Silva, Jardson da Costa Silva, Pedro Augusto Melo Gato e Evandro Santos do Vale. Para Itacoatiara: Adriano Vasconcelos dos Santos, Alisson Roberto Bitencourt Ribeiro, Kemerson da Silva Barata, Marcio Nogueira Martins e Roberto J. Silva Ribeiro. Parentes dos presos imploraram pela não transferência, mas não foram atendidos.

Reforço

Policiais militares, representantes da Secretaria de Estado de Justiça Direitos Humanos e Cidadania (Sejus), o promotor André Seffair e o juiz Antônio Itamar Gonzaga foram a unidade conter os detentos do pavilhão onde ficam os presos provisórios e fizeram as negociações.
Uma equipe de 22 policiais militares da Capital apoiou o policiamento de Parintins na transferência dos detentos, sob a direção do Comandante de Policiamento Especializado, Tenente Coronel Escóssio.  A equipe contou com 8 militares da Companhia de Operações Especiais (Coe) e 14 do Batalhão de Choque da PM. Em Parintins, a última rebelião aconteceu na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª DIP) em outubro do ano passado, onde o Ministério Público, junto com a Sejus transferiram para os presídios de Itacoatiara e Manaus sete detentos, considerados de alta periculosidade.

Reforma

A reforma no telhado do presídio iniciou na manhã de ontem, após o tumulto. O Coronel Bernardo Encarnação, Secretário Executivo da Sejus-Am, afirma que o trabalho de reforma já deveria estar pronto, mas alguns detentos transferidos estavam impedindo a realização do serviço.
“Antes da reforma, revistamos a unidade prisional pelo batalhão de Choque da PM, Comandante de Policiamento Especializado (Coe) e militares do 11º batalhão da PM de Parintins”, disse. Após a revista a situação voltou à normalidade, dessa vez foram encontrados poucos objetos.
O secretário ressalta que as providências em relação ao material da reforma já haviam sido tomadas. “Hoje a unidade estará pronta para reiniciar os trabalhos, essa reforma não é resultado do princípio de rebelião que começou ontem, mas já era um projeto da Sejus”, esclarece.

Novo presídio

Para a construção da nova Unidade Prisional de Parintins, Encarnação ressaltou que falta um terreno que deve medir no mínimo 100x250m. “O prefeito de Parintins, Alexandre da Cabrás, teve um encontro com o secretário de justiça do Amazonas, Marcio Meirelles, e prometeu que o município doará o terreno. Com a doação o Governo do Estado vai interceder ao federal para viabilizar os recursos necessários para a construção de um presídio novo”.
O secretário frisa que toda vez que houver rebelião, os líderes serão transferidos para Manaus e Itacoatiara, e enfatiza que os presídios da Capital também estão lotados, porém, mais seguros.

Utopia

O juiz de Direito Antonio Itamar de Souza Gonzaga, disse que a situação da estrutura física da Unidade Prisional de Parintins é lastimável, e a construção de uma nova unidade ainda está distante de acontecer, por isso ocorrem tantas manifestações dos detentos.
O juiz ressalta que devido a superlotação no presídio, os detentos do regime semiaberto só comparecem para assinar a frequência por conta da falta de vagas. “A construção da nova unidade encontra-se distante de acontecer, infelizmente, falta o município realizar a doação do terreno pra que seja firmado o convênio município, governo federal e estado”. Ele espera que o município doe o terreno para o presídio ser construído e o projeto saia do papel.

Mais um assaltante escapa de ser linchado em Parintins


     Homem diz que está na cidade há mais de um mês, ficou sem dinheiro e resolveu cometer o assalto

Rogério Rodrigues Umpierre, 27, natural de Bento Gonçalves (RS), foi mais uma vítima de espancamento e salvo pela Polícia Militar (PM). Ele quase foi linchado por volta de 17h30 de segunda-feira (28), após ter assaltado à mão armada Anuar Zacarias, proprietário do Bar Chapão no fim da rua Jonathas Pedrosa, orla da cidade.
Após luta corporal com o suspeito, Anuar conseguiu se livrar e pediu socorro. Um grupo de pessoas conseguiu agarrar Rogério e deixou-o bastante ferido. “Quando o cidadão começou a gritar, o pessoal percebeu que ele estava ferido na mão direita, logo cercaram o marginal e começaram a bater nele. Só não foi morto porque um Tenente da Polícia Militar apareceu, interviu na ação, e acionou a viatura que chegou e prendeu o bandido. Ficou todo ferido e com a cara rocha”, afirma um cidadão que trabalha naquela área e não quis revelar o nome. O proprietário do bar ficou com ferimentos na mão direita.

Vítima

Em depoimento a polícia, o dono do bar revelou que havia dispensado os funcionários e o último freguês que permaneceu no bar entrou no banheiro e disse que uma das torneiras estava quebrada e o local estava inundado. Ele disse ainda que ao se aproximar foi rendido pelo assaltante com um golpe Mata Leão, e quando foi ameaçado de morte reagiu e travou luta corporal com o acusado que escapou e saiu com uma pulseira de ouro e o dinheiro do caixa.
Rogério confessa que veio de Porto Alegre para Manaus e depois chegou em Parintins. “Estava aqui há mais de um mês e fiquei sem dinheiro. Sem grana resolvi cometer o assalto. Só que me pegaram, tomaram minha arma um revolver 32, um barbeador e me bateram muito”, disse o acusado.
Umpierre confessou a polícia que foi indiciado por lesão corporal em 2009, responde processo penal por tentativa de homicídio e quatro roubos cometidos em 2010. Os crimes foram cometidos na cidade natal dos acusado. Ele afirma que veio a Parintins porque ficou sabendo que aqui existem as melhores festas de fins de ano, carnaval e festival folclórico.
Segundo o delegado Ivo Cunha, titular da Delegacia Interativa de Polícia (3ª DIP), Rogério foi flagranteado por roubo qualificado e enquadrado no Artigo 157 do Código Penal Brasileiro. Se condenado ele pode pegar de 4 a 10 anos de reclusão, e por estar portando arma, a pena aumenta ainda mais.

Coordenador de esporte e lazer do município convoca presidentes de clubes



O professor Carlos Meireles, coordenador de esporte e lazer do município, convida os presidentes de clubes e pessoas envolvidas com esporte e lazer que procurem a coordenadoria, na Praça Benedito Azedo, de 8h às 12h e de 14 às 17h. Os interessados devem levar documentos de identificação para apresentar à coordenadoria a realidade que se encontram as equipes. A partir de uma listagem e opiniões dos diretores, a coordenadoria vai traçar metas para o desenvolvimento do esporte no município.
Segundo Meireles, a partir de um centro de informação onde todos possam ter conhecimento do que o outro faz, vão elaborar projetos e com a realização de competições, descobrir novos talentos. “A partir das atividades desenvolvidas de forma organizada entraremos em contato com as instituições. Isso será possível quando as associações e as ligas vierem até a coordenadoria para que possamos executar o trabalho”.
Para ele, com as informações em um centro de dados é possível elaborar um calendário, feito com a provação de todos. “Apresentaremos ao prefeito municipal para que o projeto seja desenvolvido durante o ano de 2013. Ainda não sabemos nada com relação a Lei Orçamentária para o esporte e lazer, precisamos saber o que cabe a coordenadoria de recursos para essas atividades”, relata o Coordenador.

Times protocolam documento pedindo a renúncia do presidente da Alepin


   Presidente do São Vicente e diretor de seleções da Alepin reforça que o documento é embasado no estatuto da Liga

Quinze dos dezessete presidentes de clubes filiados a Liga Desportiva de Parintins (Alepin) assinaram um documento pedindo que Elias Michiles, formalize a renúncia do cargo de presidente que aconteceu no dia 14 no Auditório da Escola GM3. O documento foi protocolado junto a secretaria da Liga segunda-feira (28).
Segundo Luiz Alberto de Lima Pantoja, presidente do time São Vicente e diretor de seleções da Alepin, o documento é embasado no estatuto da Liga, e Elias Michiles deveria cumprir o que afirmou em reunião de em 4 dias efetivar a renúncia sem mágoas ou ressentimentos para o bem do futebol parintinense. “Por causa do impasse, do não comparecimento e a falta de apoio dele como presidente foi suspenso os treinamentos da Seleção Sub-19 e só retorna quando a situação for definida”.
Luiz Alberto diz que, a Alepin foi criada para incentivar o esporte em Parintins, e a atual situação mostra o contrário. “Estamos há dois meses treinando a Seleção Parintinense sem qualquer apoio do presidente da Liga que ainda está doando material da Alepin a terceiros, e nosso trabalho fica prejudicado. Se ele não se pronunciar, o mais antigo entre os presidentes de clube afiliados a Liga convoca uma Assembleia Geral, em caráter de urgência, e será decidido se haverá uma eleição”, declara.
Em trechos no documento constam a calamidade do futebol parintinense e da violação do único patrimônio da Liga, o Estádio Tupy Cantanhede. Para Pantoja, não há justificativa plausível sobre a reconstrução do estádio, e nem a prestação de contas da entidade enquanto Elias esteve a frente da Liga.

Irmãs sofrem tentativa de homicídio


   Por causa de dois reais as irmãs Marcele e Natália quase perdem a vida e pedem justiça para o caso

Marcele Cristine Machado das Chagas, 21, e a irmã Natália Machado Coelho, 15, sofreram tentativa de homicídio na madrugada de domingo (27) durante o Feirão dos Blocos na Praça dos Bois.
Segundo elas, a violência foi motivada quando negaram dois reais a um sujeito que estava com a namorada e Taissa Albuquerque, para comprar bebida. 
Natália sofreu uma estocada próxima ao tórax e Marcele foi atingida na cabeça onde levou 13 pontos e por pouco não atingiu o cérebro. As vítimas foram socorridas por mototaxistas e levadas ao Hospital Padre Colombo onde receberam atendimento médico. A autora dos golpes teria sido Taissa Albuquerque 18.
Marcele conta que Taissa e a outra moça foram pra cima e a agrediram, a irmã tentou defendê-la, mas também foi agredida. “Quando minha irmã foi me defender, rapaz pegou a faca da cintura e deu pra Taissa me matar, ela não duvidou, acertou na minha cabeça e o peito da Natália. Fomos socorridas por mototaxistas que nos levaram ao Hospital. Queremos justiça, esse caso não pode ficar impune”, disse a vítima.
A polícia prendeu Taissa Albuquerque, na rua Terra Santa, Palmares, na noite de segunda-feira, 28, pela tentativa de homicídio, e está atrás dos outros dois acusados. Ela foi apresentada na delegacia por volta de 22h.
Natália Machado, espera que seja feito justiça, e teme pela vida dela e da irmã. “A Taissa ameaçou quando saísse da prisão ia nos matar. Queremos justiça, que permaneça presa, porque vai querer matar a gente quando sair, além do mais o casal tá foragido”, declara a adolescente. Desde a manhã de ontem Taissa se encontra no presídio público.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Menores infratores fugitivos de outras cidades invadem Parintins

   Conselheiro tutelar alerta: quem estiver hospedando menor desconhecido pode estar colocando a vida da família em risco


O Conselho Tutelar informa que somente neste primeiro mês do ano pelo menos nove menores em fuga oriundos de outros municípios do Amazonas e do Pará, chegaram a Parintins. Muitos deles são infratores e geralmente veem nas embarcações que passam ou fazem recreio até o município.
Para o conselheiro Marcos Azevedo, Parintins é um atrativo para muitos jovens que desejam conhecê-la. “Quando eles estão atrás de um refúgio, fugindo para passear ou de algum delito, veem pra cá. Só em janeiro, 9 menores já estiveram aqui. Muitos do Amazonas outros do Pará, e já estamos em contato até com Santa Catarina e São Paulo para que jovens voltem para suas famílias. Isso acontece graças a  uma rede de comunicação entre o Conselho Tutelar no Brasil que ajuda a combater esse tipo de situação”, declara. 

Fuga

Marcos revela que os menores fogem de casa quando geralmente são aliciados ou sofrem agressões por parentes, já os infratores para não sofrer punição sócio educativa. “É o caso de alguns suspeitos de Ato Infracional cometido em Manaus e podem estar em Parintins. A preocupação do Conselho é que se esses jovens estiverem aqui, quem estiver hospedando eles, pode estar colocando a vida de toda a família em risco. Se alguém tem conhecimento de algum menor desacompanhado dos pais que esteja em Parintins pode ligar para (092) 9233-1309, atenderemos a qualquer hora”, informa.
O conselheiro acredita que os menores infratores vindos de Manaus, são fugitivos do Ronda nos Bairros e assim que o programa se instalar em Parintins devem migrar para outros lugares. “Estão migrando para Parintins porque o município é desenvolvido, conhecido como uma mini capital. Quando o Ronda nos Bairros iniciar, esse problema vai amenizar e a cidade vai ficar protegida, mas estou preocupado com outros municípios que não terão o programa”, finaliza.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Caprichoso recebe proposta da RCC para transmissão do Festival



A Rede Calderaro de Comunicação (RCC) apresentou na manhã desta terça-feira (29) a proposta de transmissão para o Festival Folclórico de Parintins ao Boi Caprichoso. O encontro durou mais de três horas no escritório central com a presidente Márcia Baranda, vice-presidente Socorrinha Carvalho, diretores e conselheiros em Parintins. A proposta é a mesma oferecida ao presidente do boi Garantido na semana passada, apresentada pelo presidente da TV A Critica e diretor de Planejamento e Marketing da RCC, Dissica Calderaro.
“Vim a Parintins pedir a oportunidade de apresentar a nossa proposta e poder participar. Quero que decidam pelo melhor do Festival e a Márcia sempre trabalhou com responsabilidade”, declarou Dissica. Ele  enfatizou que a transmissão será pela TV A Critica, com uma rede de 42 retransmissoras e com flashes ao vivo na grade da Record. Dissica destacou que o encontro serviu para reparar equívocos. “Mais uma vez podemos colocar a Rede Calderaro a disposição da nação azul, assim como fizemos com o Garantido”, ressaltou.
O presidente da TV A Crítica disse que vai respeitar a decisão da presidente Márcia Baranda. “A presidente já tinha colocado que não assinaria porque já teria assinado, a gente respeita, é uma decisão da presidente e de sua diretoria. Ficamos gratos por mostrar nossa proposta”, declarou.
A presidente Márcia Baranda agradeceu a Rede Calderaro reconhecendo seu potencial de mídia no Amazonas. “Foi importante, apresentamos fatos ao Dissica. O Caprichoso está aberto as propostas, não acho coerente assinar porque assinamos os dois juntos com o AmazonSat. Porque o presidente do contrário foi sozinho? Porque não me ligou como eu fiz? Estratégia de arena cada um cuide da sua, mas os dois juntos precisam cuidar da festa, isso não é legal para a credibilidade do Festival”, declarou Márcia.
Ela deixou claro que trabalha com transparência. “O Dissica sabe da nossa transparência, deixo claro que assinamos um pré-contrato e não um contrato”, ressaltou. Márcia Baranda acrescentou que vai reunir com a diretoria para avaliar as propostas.

Texto e foto: Assessoria do bumbá

Homem é flagranteado com 300 gramas de droga



Andrei Souza da Silva, 19, vulgo Beira Mar foi preso em mais uma ação conjunta realizada pelas polícias Civil e Militar. O acusado foi flagranteado com aproximadamente 300 gramas de pasta base de cocaína. A prisão dele se deu por volta de 20h30, na residência dele, rua Larga, bairro União.
Beira Mar é mais um acusado de tráfico de drogas que foi monitorado pelas equipes de inteligência das forças Civil e Militar que realizam um trabalho em Parintins contra o tráfico de droga e combate as quadrilhas que agem na cidade. Andrei foi apresentado por volta de 21h30 na delegacia onde se encontra em uma das celas daquela especializada.
Segundo um dos investigadores os trabalhos de monitoramento para prender Beira Mar já durava semanas e na noite de domingo conseguiram lograr êxito na campana e o prenderam. O desfecho da operação se deu de forma cirúrgica que Andrei não teve tempo de impetrar qualquer reação e resistir a prisão. “Beira Mar é um dos velhos conhecidos das polícias. A última vez que esteve presa foi em setembro do ano passado, também por tráfico de drogas e agora está de volta”, afirma o agente.
De acordo com o investigador, Beira Mar é integrante do bando da macacada, um dos mais conhecidos grupos de boca de fumo que traficam droga na cidade. Andrei foi ouvido pelo Delegado Ivo Cunha na manhã de segunda feira, após a lavratura do flagrante ele foi conduzido ao Presídio Público.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Jovem é vítima de praticantes de racha


      Um dos infratores atravessou na frente da vítima que não teve como se defender do choque

Um racha entre quatro jovens, vitimou Tainara Araújo Vergílio, 26, quando um dos infratores menor de 17 anos colidiu com a motocicleta biz  125 NOR 9915 da vítima. O fato aconteceu por volta de 15h de sábado, 26, na Estrada Odovaldo Novo, KM 1.
Tainara seguia sentido Dejard Vieira – Centro, quando o menor em uma motocicleta pop vermelha atravessou na frente dela arremessando-a ao chão. Por sorte Tainara teve apenas escoriações pelo corpo e foi levada ao Hospital Padre Colombo para receber atendimento médico.
Edivan Junior viu o acidente e relata que os rapazes passavam em alta velocidade. “Um deles dobrou para a Odovaldo Novo em alta velocidade e atingiu bem no meio da motocicleta da moça que nem teve tempo de frear. Os outros três parceiros se evadiram do local, estão acostumados a fazer racha nessa área”, conta.
O PM Aluísio Souza atendeu a ocorrência e ressalta que testemunhas disseram que todos os participantes do racha são menores de idade. “Chamei a atenção da mãe do menor que atingiu a moça, ela disse saber que o filho fazia racha, totalmente participa dessa situação sabendo que o filho faz esse tipo de coisa, é brincadeira uma coisa dessas, brincar com a vida alheia, a senhora que vinha na mão certa é vítima de uma pessoa que nem é maior. Vamos fazer todos os procedimentos, infelizmente é menor”, desabafa.

Acusados de furto e roubo sofrem tentativa de linchamento


     Revoltados com quem pratica roubo e furto na cidade, populares espancam acusados pelos atos



O aumento no número de furtos que vem acontecendo em Parintins começa a revoltar os ilhéus. Nesse fim de semana, dois jovens sentiram na pele a fúria de algumas pessoas que os espancaram após os dois serem acusados de furto e roubo. A ação rápida da Polícia Militar (PM) evitou os linchamentos.
As ações ocorreram em menos de três horas uma da outra em locais diferentes. A primeira vítima foi um menor de 17 anos, morador da rua 6, Itaúna II. O fato aconteceu por volta de 1h de sábado, 26, após furtar a bolsa de uma vendedora de churrasco com o dinheiro que adquiriu com as vendas. Uma menor de 12 anos que acompanhava a irmã de 27 anos segurava a bolsa no momento do assalto.
Segundo uma pessoa que estava no local e não quis revelar o nome por medo de represália, o elemento aproveitou a distração da menina a empurrou e tomou a bolsa dela. “Esses marginais estão muito abusados e não têm vergonha na cara. Ele agiu como se não tivesse pessoas no local, se revoltaram e foram atrás dele para recuperar o dinheiro”, conta a testemunha.

Renda

De acordo ela, fregueses conhecem as vítimas e sabem que a venda de churrasco sustenta aproximadamente sete pessoas na casa. “Quando vimos que o cara estava roubando o dinheiro delas o pessoal se revoltou e saímos atrás dele, conseguimos pegá-lo e recuperar o dinheiro. Quando ele ameaçou a partir pra cima querendo bater todo mundo, um homem começou e os outros ajudaram a bater nele”, afirma a cidadã.
A PM chegou ao local e conseguiu evitar o linchamento. O delinquente está na Delegacia Especializada no Combate ao Crime contra o Menor, Mulheres e Idosos (DECCMMI). “Hoje ele deve ter uma conversa com a Delegada Ana Denise. Para um Jurista que estava na Delegacia o delinquente é menor e o Ato é Infracional. Pelo Eca (Estatuto da Criança e do Adolescente), ele logo estará fora cometendo as mesmas atrocidades”, diz.

         Vítimas


Outra vítima de tentativa de linchamento no fim de semana foi o ex-preso de Justiça Pedro Vasconcelos Dinelli 28 (o Pedrinho) morador da rua Nhamundá, Palmares. Ele é acusado de praticar pelo menos seis arrombamentos na francesa e Centro. O proprietário de uma residência o encontrou por volta de 4h de sábado, 26, dormindo no local do crime. Ele deu alarme e pessoas perseguiram, espancaram e acionaram a Polícia Militar (PM) que prendeu o suspeito.
Segundo as Ocorrências registradas na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª DIP), três vítimas denunciaram Pedro Vasconcelos. O proprietário de uma residência na rua Terra Santa, Palmares, acusa o ex-presidiário de arrombar a porta da cozinha da casa dele por volta de 3h de quinta-feira, 24, e furtar celular, roupas, tênis e R$ 350,00. Outro cidadão acusa Pedrinho de ter arrombado uma residência na rua Barreirinha na madrugada de sexta-feira, 25, de onde furtou um celular.
A terceira vítima do arrombador é morador da Senador José Esteves, Centro. Ele afirma que estava fora há uma semana e ao chegar por volta de 4h de sábado, entrou na casa e deparou com o elemento dormindo. Assustado pediu socorro e populares perseguiram e espancaram o acusado. Uma ação rápida sob o comando do sargento C. Barros, foi ao local e evitou o sinistro. Pedrinho foi conduzido ao Padre Colombo e conduzido a 3ª DIP por furto. Ele estava com hematomas e ferimentos por todo corpo.
Pedro Vasconcelos Dinelli afirma, “isso tudo é armação de um desafeto meu. Ele soube que eu saí do presídio e disse que armaria para que eu voltasse, um colega dele chegou a mim e pediu para eu dormir na casa, estava porre e quando acordei o cara estava me acusando de ladrão. Muita gente se revoltou e começou a me espancar, tentei me defender, estou todo quebrado, mas sou inocente e o cara que armou sabe disso”, se defende o acusado.

Registros

Nos últimos dois meses, pelo menos seis pessoas acusadas de agressão, furto e roubo, na sede e no interior do município foram espancadas por populares, segundo informações da Polícia Militar. O comandante do 11º Batalhão, Major Valadares, diz que a PM vai continuar realizando os serviços para diminuir as incidências de furtos e roubos na cidade.
Segundo ele, toda vez que populares pegam meliantes no local do delito, acabam fazendo justiça com as próprias mãos, como forma de demonstrar indignação pelas atitudes cometidas pelos infratores. “Pela frequência desse tipo de feitos por esses elementos, os cidadãos de bem acabam explodindo e tentam resolver o problema coma as próprias mãos”, diz o Sargento.
O Comandante afirma que a revolta da população não é exclusiva de Parintins, mas, de todo país. “Segundo dados nos últimos meses pelo menos 5 ou 6 casos dessa natureza aconteceram em Parintins e na Vila Amazônia”.
O Major assegura que tem convicção que o fato deve continuar toda vez que um meliante for pego durante o ato. “Para amenizar esse tipo de ação, vamos implementar o policiamento ostensivo e deslumbraremos as estratégias para combater os furtos e roubos. Vamos reforçar o policiamento velado (Inteligência Militar) para que em parceria com os delegados Ivo Cunha e Ana Denise possamos tirar de circulação os meliantes que atuam em Parintins”, finaliza o Comandante.

Casos

Além dos casos registrados no fim de semana, Emerson do Nascimento Coelho, 33, morador do Itaúna II, Deivison de Jesus da Silva, 21, morador da Comunidade Nossa Senhora de Nazaré, Zé Açú e o auxiliar de pedreiro Júlio dos Santos Santarém, 18, morador da Thomaszinho Meireles, Itaúna I, foram espancados por pessoas revoltas com eles.
Emerson Coelho, 33, foi espancado após ser acusado de furtar o celular de uma senhora de 58 anos. O furto aconteceu nas proximidades da Ponte Amazonino Mendes, presenciado por dezenas de populares que não o lincharam porque uma guarnição da Polícia Militar passava no local e conteve os agressores. Emerson passou horas em observação no Padre Colombo e depois foi apresentado na 3ª DIP.

         Vila


Deivison da Silva, 21, escapou de ser linchado no fim da manhã de terça-feira, 1º de janeiro. Segundo testemunhas após o acusado furtar um veículo teria colocado em risco a vida de muitas pessoas que transitavam na Estrada da Vila Amazônia. No incidente o carro tombou em uma vala e populares aplicaram uma surra no nele que ficou dias internado.
A tentativa de linchamento aconteceu a aproximadamente 5 quilômetros da Vila. Deivison foi encontrado amarrado em um buraco com escoriações pelo corpo. Marcas na cabeça, rosto, boca e olho sinalizaram que ele foi espancado com violência.
Outro fato de tentativa de linchamento aconteceu em 1º de dezembro de 2012, na Thomaszinho Meireles, Itaúna I, contra o auxiliar de pedreiro Júlio Santarém. Ele foi acusado de desferir uma facada em uma grávida de oito meses. Segundo uma tia de Deivison ele foi espancado por um grupo de pessoas e sofreu um ferimento de faca no ombro direito e traumatismo craniano.

Populares se sentem ofendidos pelo prefeito Alexandre da Carbrás



Populares relataram a reportagem do Gazeta Parintins que o prefeito Alexandre da Carbrás os ofendeu quando ele, secretários e seguranças, estiveram na tarde de sábado, 26,  na lixeira pública. Segundo eles, pediram apoio dele para a nova invasão, e não foram bem recebidos.
Raimunda Santos da Silva, 42, revela que o prefeito disse a eles que deveriam trabalhar para comprar um pedaço de terra. “Chamou o povo de vadio, mas o bando de vadios colocou ele no poder, assim como o elegemos, podemos tirá-lo da prefeitura, tá fazendo que nem o pai, ele tem que pensar que o pai dele durou pouco na prefeitura, assim vamos fazer se ele não fizer por nós”, diz dona Raimunda.
Ela relata que vão fazer um abaixo assinado pedindo o impeachment de Alexandre caso não os apoiem. “Vamos mandar abaixo assinado para Brasília ou para onde for. Queremos a presença dele pra conversar com o povo. Estamos aqui porque a gente precisa de um pedaço de chão. Hoje não temos valor, antes ia de casa em casa abraçando e beijando pedindo voto”.
Menilza Tavares revela que foi até o prefeito e se decepcionou com a atitude dele.  “Começou a nos chamar de vadios, vagabundos, quando queria voto dizia que era o povo em primeiro lugar. Muitos não têm casa, estamos aqui porque precisamos. Ele deveria dar uma solução, falou que a polícia vai resolver e jogar a gente a força”, conta ela.
A senhora ressalta que votou em Alexandre porque acreditou nas propostas dele. “Quando o pai dele morreu, choramos a morte dele, fomos lá, porque agora ele não consola a gente que precisa de terra”, declara. A reportagem tentou contato com o prefeito Alexandre da Carbrás pelo celular 91**6*75 para falar sobre o assusto, mas não fomos atendidos.

Prefeito de Parintins se pronuncia sobre a invasão no Pascal Allágio

   Alexandre ressalta que não é justo utilizar desses meios para sabotar a administração municipal (Foto: divulgação)

O prefeito Alexandre da Carbrás (PSD) em coletiva de imprensa realizada na manhã de sábado, no Centro de Atendimento ao Turista (CAT) disse que a prefeitura municipal não apoia a invasão no bairro Pascal Allágio. O prefeito esclarece que não chamou as pessoas humildes de criminosas, mas, as que planejaram a ação utilizando pessoas humildes, e necessitadas.
Ele revelou que extraoficialmente tem conhecimento de que a polícia tem informações que levam aos responsáveis da ação e deve tomar as providências. “Peço à população que nos dê oportunidade de trabalhar. Passaram 8 anos da última administração enganando o povo com promessas infundadas e mentirosas no que diz respeito as casas populares. Porque nesse momento que estamos iniciando uma administração voltada pro povo se levantam para querer nos sabotar?”, desabafa.
Alexandre ressalta que não é justo e correto utilizar desses meios para sabotar a administração, e frisa que está a disposição do povo. “Não é com invasão que resolveremos os problemas da cidade”, esclarece.

Carro atinge condutor de motocicleta



José Messias Freitas de Souza, 27, foi mais uma vítima de acidente de trânsito no fim de semana. Na manhã de sábado um carro atravessou o cruzamento na estrada do Macurany e atingiu em cheio a motocicleta que ele estava. Segundo a vítima o motorista do veículo foi embora do local sem prestar socorro.
José afirmou que teve um corte na perna, ferimentos pelo corpo e dores na região torácica. “Estou a trabalho em Parintins, retorno dia 15 de fevereiro, para minha terra (Santarém). Estava dirigindo normalmente quando o carro atravessou e colidiu com minha motocicleta. Fiquei jogado no chão, mas moradores me socorreram e chamaram a ambulância”, relata.

Menor apreendido acusado de disparar arma caseira


A arma artesanal é fabricada com tubo de inox, madeira, pólvora, aço e pedaços de ferro

Uma guarnição da Polícia Militar (PM) apreendeu um menor de 17 anos que mora na rua Tapajós, bairro São Francisco. A apreensão aconteceu às 10h de sábado, 26, ele é acusado de ter efetuado disparos com arma caseira. Segundo as denúncias, os disparos efetuados pelo menor causou risco à vida de moradores e transeuntes daquele bairro.
A PM recebeu várias ligações anônimas denunciando o menor, com as características e o endereço do acusado uma diligencia da PM sob o comando do Sargento C. Barros foi até o endereço e apreendeu o jovem e a arma caseira que supostamente ele teria efetuado os disparos. O menor foi apresentado naquela manhã na Delegacia Especializada no Combate ao Crime contra o Menor, Mulheres e Idosos (DECCMMI), onde se encontra para os procedimentos legais.
Um parente do adolescente que esteve na Delegacia informa que o garoto não efetuou qualquer disparo e vai falar com a Delegada Ana Denise para relatar a ela. Ele assegura haver testemunhas que provam o que está dizendo.
A arma é artesanal fabricada com cantoneira e tubo de ferro inox com cabo de madeira, tubos de pólvora, esferas de aço e pedaços de ferro que segundo os agentes poderiam ser utilizadas como projéteis e causar morte se os disparos atingissem alguém. Segundo um agente, o menor pode simplesmente responder um BOC (Boletim de Ocorrência Circunstancial) e ficar em liberdade.

Coluna: Tarântula (28/01/2012)


Carbrás
Parabéns ao Prefeito por cumprir uma promessa de campanha que era reativar o sinal de Internet. Com o slogan Parintins dos Nossos Sonhos, por que o povo em primeiro lugar já era a Ilha está realmente digital. A juventude agradece pela alternativa de lazer e utilidade proporcionada.
Boato?
O motivo que levou famílias a ocuparem atrás do bairro Pascoal Allágio foi uma suposta informação de que iriam demolir as casas populares para construírem um Presídio. Com medo de perderem as moradias, muitas famílias dirigiram-se ao local e para não perderem a viagem ocuparam também o entorno das casas.
Esperteza
Realmente pôde-se constatar que no local há muitas pessoas que já possuem moradia, mas que ainda se dizem desamparados. A ocupação nem vai ser legalizada, mas algumas pessoas já estavam vendendo terrenos à bagatela de R$ 100,00. Alguém aí se arrisca?
Surpresa
O prefeito que estava próximo à lixeira, de acordo com algumas pessoas aproveitando para renovar as forças, foi surpreendido pelas famílias que estão ocupando as terras ali próximas.
Grosseria
E um senhor idoso disse que só queria um pedaço de terra pra morar. Mas, o prefeito foi categórico ao dizer para o homem ir trabalhar para comprar a terra e não ficar invadindo terras alheias. É parente, pelo visto o slogan agora é: grosseria em primeiro lugar!
Mudança
Especula-se que antes o slogan de campanha do Prefeito era o povo em primeiro lugar, porém agora que o “Homem” está no poder, essa parte ficou esquecida e agora é Parintins dos Nossos Sonhos. Será que isso é para o povo sonhar com o tempo em que estavam em primeiro lugar?
Decepção
Em meio a muitos espertos na área ocupada, têm muitas famílias que realmente precisam e não tem moradia. Tais famílias ficaram impressionadas com a “sutileza” do prefeito, alegando que agora o que prevalece é a decepção em Primeiro Lugar.
Culpa I
O prefeito acredita que pessoas ligadas à gestão passada é que idealizaram a ocupação para sabotar o governo dele. Como o povo vai esquecer a gestão passada se o atual prefeito não deixa, pois fica o tempo todo ressuscitando os “mortos”. Será mania de perseguição?
Culpa II
Apenas uma dica Prefeito: Rei morto, rei posto. Faça o seu trabalho. Enquanto isso a população aguarda o processo seletivo para poderem trabalhar para comprarem a terra, lembra? Ou até mesmo sustentarem suas famílias?
“Duas Caras”?
Em uma determinada foto do Prefeito em meios aos ocupadores, ele aparece carrancudo, brabo, apontando o dedo e tudo mais. Já em nota, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura divulga com palavras seletas uma postura mais tranquila, parecia até um anjo de candura. Será que a imagem é tudo, ou o que conta são as palavras. Afinal o homem tem duas caras mesmo?
Veneno da Semana: Vai para aquelas pessoas que falavam tanto que na gestão passada prevalecia o puxa-saquismo e agora dão um verdadeiro show puxando o saco do Xande, chegando a ser nojento.
  Por Ivone Eleuterio

Carnailha 2013: Escolhidos Rainha e Rei Momo



Karina Almeida, do bloco Rubro Negro, e Andrew Rogger Azevedo, foram eleitos como rainha e Rei momo do Carnailha 2013. O concurso aconteceu na madrugada de ontem, na Praça dos Bois, durante o Feirão dos Blocos.  Os jurados deram notas de 8 a 10 nos quesitos samba no pé, beleza e simpatia.
Karina venceu o concurso com 196,6 pontos, seguida de Taira de Souza (Polares), 196,10, e de Ana Paula Alcântara (Kam) com 194,10. Onze candidatas concorreram ao posto. “Estou muito feliz de ter vencido, todas as meninas eram muito bonitas, mas graças ao bom Deus ganhei, agradeço a todos que confiaram em mim”, disse a vencedora.
Andrew Rogger, 20, que era o atual Rei Momo do Carnailha concorreu para defender a majestade contra os outros seis oponentes e conquistou mais uma vez a coroa. Ele obteve 145,8 pontos, dividiram o segundo lugar Evandro de Oliveira e Crisnei Sarraff, com 145,20. “Todos tinham talento simpatia e sambaram, fiz o meu melhor e venci novamente”. Andrew declarou que gastou 550 reais na fantasia.
De acordo com a organização o público foi superior as outras edições do concurso, o evento registrou um público em torno de 8 mil pessoas na  Praça dos Bois. A Rainha recebeu o prêmio de R$1500,00 e o Rei Momo R$1000,00.

domingo, 27 de janeiro de 2013

Major Valadares assume oficialmente Comando da PM de Parintins


O novo comandante assegura que a meta de trabalho é dar segurança para o período do Carnailha

O Major Valadares Pereira Júnior, assumiu oficialmente na manhã de sexta-feira, 25, o comando do 11º Batalhão da Polícia Militar de Parintins. A solenidade aconteceu no Ginásio de Esportes Elias Simão Assayag onde ele tomou posse da vaga que até então era do Major Túlio de Freitas, que comandou o Batalhão por dois anos.  
Vereadores, representantes da Marinha do Brasil, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, integrantes do Pelotão Mirim e comunidade em geral prestigiaram o momento. De acordo com o comandante empossado, o foco principal será estreitar parcerias com os poderes constitucionais com objetivo de contribuir na ordem do município. “A união de esforços, através do Gabinete de Gestão Integrada, está se fortalecendo, uma vez que já executamos semana passada uma operação pontual de combate ao tráfico, mas a meta agora é o Carnailha”, afirma.
O Major ressalta que a população terá surpresas quanto ao trabalho de segurança na avenida do samba para que possa se divertir tranquilamente. Ele garante que o aparelhamento do batalhão e aperfeiçoamento da guarda municipal vai garantir a ordem pública da sociedade em geral. O comandante substituído, Túlio de Freitas desejou sucesso ao sucessor para que traga dividendos aos serviços da PM perante a sociedade. 

Ifam Parintins realiza III Jogos Internos

    Programação teve participação de estudantes, professores e servidores técnicos


O Instituto Federal do Amazonas (Ifam), campus Parintins, realizou no último sábado, 26, o III Jogos Internos da Instituição. O objetivo foi a integração dos alunos dos cursos integrados, subsequentes juntos com os servidores do Instituto.
As competições aconteceram na quadra do Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) e Escola Estadual Tomaszinho Meireles (GM3), de 08h às 12h e das 13h às 18h, nas modalidades futsal e queimada (feminino e masculino).  Foram responsáveis pela organização a professora Emmina Lima da Cruz de Souza, Lenon Corrêa de Souza e Marcelo de Queiroz.
“Um sucesso, os alunos de todos os cursos participaram em massa, ocorreu tudo bem, dentro da normalidade, com participação inclusive, dos professores, e servidores técnicos”, declara a professora Emmina Lima.
Os jogos nos dois anos anteriores foram realizados no mês de dezembro, mas devido a greve desse ano, o Instituto teve que seguir um calendário especial, por isso os jogos aconteceram neste mês de janeiro segundo informa a coordenação do evento. Acadêmicos do curso de Educação Física da Ufam fizeram a arbitragem dos Jogos.

sábado, 26 de janeiro de 2013

Carnailha 2013: ordem de apresentação dos blocos


O sorteio da ordem de apresentação dos blocos do Carnailha 2013 aconteceu na amanhã de hoje ás 10h30 no Centro de Atendimento ao Turista (CAT). O Carnailha acontece nos dias 10, 11 e 12 de fevereiro na Paraíba do Samba. Os atuais campeões são respectivamente os blocos: Rubro Negro, Bad Boy e Lagarto Salgado e Entre Tapas e Beijos.

     Ordem de apresentação


Chave de acesso dos irreverentes: 1º Os Belezuras / 2º Os Hippies / 3º Nós Somos o que Vocês já Sabem .
Chave dos Irreverentes: 1º Chitara da Chapada / 2º Lagarto Salgado / 3º  Invasão na Folia / 4º Estou Contigo e Não Abro / 5º Entre Tapas e Beijos / 6º Amor e Cana / 7º Os Piratas / 8º Pantera Cor de Rosa / 9º Os Papudinhos / 10º Tiazinhas.
Chave A: 1º Os Metralhas / 2º Os Titãs / 3º Cruz de Malta / 4º Império dos Palmares / 5º Fax Clube.
Especial: 1º Os Carnavadios / 2º Bad Boy / 3º Kam / 4º Ursos Polares / 5º Unidos do Itaúna / 6º Rubro Negro.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Amanhã acontece a escolha da Rainha e Rei Momo do Carnailha 2013


A Rainha e o Rei Momo do Carnailha 2013 serão eleitos neste sábado no feirão dos Blocos. As candidatas à Rainha serão apresentadas amanhã 10h no Centro de Atendimento ao Turista-CAT, em coletiva à imprensa, quando será realizado o sorteio da ordem do desfile.
Dez candidatas estão inscritas para o concurso: Ellen Caroline Martins (Titãs), Mariney Monteverde ( Unidos do Itaúna), Marta Karoline Castro ( Os Metralhas), Carla Patrícia Oliveira( Fax Clube), Daiane Xavier (Bad Boy), Kathleen Raissa Coimbra( Império dos Palmares), Karina Almeida( Rubro Negro), Sammely Chris Alcantara( Carnavadios), Analú Araujo( Ursos Polares), Luiza Gracielly Marques( Cruz de Malta).
Para o concurso de Rei Momo sete candidatos se inscreveram: Kleber de Brito Souza, Gledson Oliveira, Evandro Batista de Souza, João Bosco Brasil, Ozias de Souza, Andrew Rogger Azevedo e Chrisney Ferreira.



Caprichoso inicia temporada coreográfica 2013



Após anunciar as toadas 2013, o boi Caprichoso inicia a nova temporada coreográfica. Os ensaios acontecem diariamente às 17h no Curral Zeca Xibelão.
Por enquanto são exclusivos para os (as) dançarinos (as) do Corpo de Dança Caprichoso (CDC) e Raça Azul, que já se preparam para a gravação do DVD dia 09 de março. A partir da outra semana os ensaios vão estar abertos ao público que deseja aprender as coreografias 2013.
De acordo com o coreógrafo, Erick Beltrão, o Caprichoso vai inovar as coreografias sem perder a tradição do dois pra lá, dois pra cá, e ressalta. “As coreografias desse ano estão mais fáceis que a do passado”, revela.


Festa no interior incomoda sossego de moradores



Moradores da comunidade Nossa Senhora de Fátima na região do Açaí, Gleba Vila Amazônia, estiveram na 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª DIP). Eles denunciam um cidadão identificado como Ricardo Guimarães, de promover um festival de queima de fogos que teria começado às 11h da manhã e só parou por volta das 23h de terça-feira, 15, em meio a uma confusão. Uma mulher teria ficado ferida em meio as agressões que aconteceram no local.
João Ramos, 48, que esteve na delegacia e registrou a ocorrência informa que Ricardo teria promovido o ato. “O Ricardo recentemente comprou uma casa na comunidade, foi até lá e promoveu um dia todo de som e explosões de fogos. A festa começou às 11h e por volta de 23h muitas pessoas se uniram e foram pedir que baixasse o som e parasse com os fogos, acabou gerando uma confusão e uma mulher ficou ferida no rosto”, disse o homem na delegacia.

Confusão

Segundo seu João, a confusão aconteceu porque as explosões incomodaram o sossego dos comunitários. “A festa que esse moço promoveu no Açaí, só é vista no réveillon e no Festival Folclórico. Todos podem escolher onde viver, mas se for para gerar discórdia e tirar o sossego da gente, com esse tipo de abuso, promovendo festas milionárias e não nos deixar dormir, não vamos aceitar essas pessoas na comunidade”, acrescenta o morador.
Em contato com o Gazeta Parintins, Ricardo Guimarães confirmou que esteve na comunidade em companhia da família e amigos para festejar o aniversário de um parente. “Chegamos por volta de 14h e brincamos a tarde e o início da noite. Realmente soltamos uma girândola e seis bombas de três polegadas, mas por volta das 20h quando as pessoas nos procuraram, desligamos o som e paramos os fogos. Na próxima quarta-feira, vou a comunidade pedir desculpas, pois não teve a intenção de prejudicar ninguém”, declara Ricardo.

Mais um integrante da quadrilha do tráfico é preso


   Com ele foi apreendido uma quantidade de droga e a importância de R$ 635,00

O delegado Ivo Cunha, titular da 3ª Delegacia Interativa de Polícia (3ª DIP), informa que ontem encerrou a Operação Carnalimpo. Com o fim da ação, o lavador de carro Edinaldo Farias Azevedo, 31, (o China), morador da rua Alcides Seixas, bairro São Francisco foi preso. Ele é acusado de fazer parte de uma quadrilha que atuava na venda de entorpecente em Parintins, Nhamundá e Barreirinha.
Ivo Cunha assegura que, com a prisão do China concluíram a Operação. “Ele era o alvo detectado pelas investigações que duraram três meses e culminou com o cumprimento de treze mandados de busca e apreensão. Deixamos para prendê-lo depois porque não tinha paradeiro fixo. Nos últimos dias o serviço de inteligência detectou os endereços dele, um em uma pousada próximo a radio Tiradentes, outro na rua 5 do Itaúna e na casa da mãe dele no bairro São Francisco onde foi preso”, diz o delegado.
O titular revela que o acusado estava almoçando quando foi preso por volta do meio dia. “Ele foi flagranteado por tráfico de droga e deve baixar hoje para o presídio, foi ouvido e os procedimentos policiais já foram feitos. Com ele aprendemos uma quantidade de droga e a importância de R$ 635,00”.

Bando

Os integrantes da quadrilha presos anteriormente foram: Thiago de Paula Araújo Lopes, 20, Alex Franco Monteiro, Tênison Lima Lopes, 34, Mara Nascimento Fernandes, 35, Ângela Maria Barbosa, 40, Itaciara Mourão Gonçalves, 33, Aliomar Prado (o Lico), Sormany dos Santos Ribeiro, 40 e Arionete dos Santos Ribeiro, 32 (o Negão), Honório Francisco Nascimento Lopes, 50, e Ana Hester Teixeira de Carvalho, Alaiza de Souza Dias, 43.

A operação Carnalimpo está concluída de acordo com o delegado, com 100% de êxito. Foram presos todos os traficantes envolvidos na quadrilha. A operação envolveu 36 agentes e com custo zero para o Estado. Todas as informações eram feitas pelo Sistema de Segurança do Estado e os agentes de inteligência das polícias local faziam as investigações, em total sigilo. “A inteligência da Policia Militar está de parabéns”, finaliza Ivo Cunha.

Fim da safra de melancia


A safra da melancia de várzea que iniciou em meados de outubro deve encerrar até o fim de janeiro, com isso, os parintinenses terão no uma semana para comprar o produto nos pontos de vendas que ainda existem espalhados pela cidade.
O atravessador Eduardo Tavares relata que está há mais de dois meses vendendo melancia em um ponto nas proximidades da Praça dos Bois, e as vendas estão boas. “É a última semana  que vamos ter para vender o produto, graças a Deus as vendas estão boas, está dando para ajudar no sustento da família”, declara Tavares.
Os vendedores fazem barracas improvisadas para proteger a fruta da chuva e do sol. O preço da melancia depende do tamanho, a próxima safra é a de terra firme que começa no mês de julho.

Juiz determina Reintegração de Posse no Pascal Allágio


    Caso os ocupantes insistam em ficar no local será requisitado força policial da Capital do Estado

    Através da Liminar os autores pretendem obter a Reintegração de Posse da Área e a retirada das pessoas das casas populares

O Juiz de Direito Áldrin Henrique de Castro Rodrigues deferiu ao município de Parintins Ação de Reintegração de Posse de número 112.2013.000.102-0, contra José Jackson da Silva Gomes, Girlene Amoedo Santos, Claudiane Maria Silva da Silva e Jaqueline de Souza Gama.
Outra Ação de Reintegração concedida pela 1ª Vara da Comarca de Parintins é em favor dos senhores Manoel Esteves do Rosário Junior e Angelina Allágio do Rosário sobe o número 112.2013.000.104-6. A segunda Ação é contra Carliane de Tal e o marido; Emanoel Santos de Oliveira, Nilda Freitas e outros. Essas pessoas foram citadas no processo por estarem supostamente envolvidas na ocupação irregular no bairro Pascal Allágio esta semana. 
Através da liminar os autores pretendem de imediato obter a Reintegração de Posse da área, a retirada das pessoas das casas populares e adjacências e a desocupação do local.  O documento esclarece que as ações referentes ao loteamento Pascal Allágio, “por conterem o mesmo objeto e causa de pedir, contém fundamento no princípio da economia processual”. Para evitar decisões contraditórias o juiz avalia que a ação principal é a proposta pelo município de Parintins e considera dependente a que foi formulada pelo senhor Manoel Esteves e outros.
No pedido feito ao judiciário, os autores esclarecem a atual situação do espaço urbano municipal destinado à construção das casas populares por meio de convênio federal junto ao Ministério das Cidades. Por esse motivo eles entendem que a ocupação é indevida, pois se refere à obstrução de espaços destinados aos cidadãos hipossuficientes.

     Análise

       Problemas de ordem urbanística provém das ocupações indevidas

Na análise dos autos, observa-se a evidência e urgência no deferimento de medida para evitar dano irreparável ao patrimônio público, pois é fato notório, que no local estão sendo construídas casas destinadas às pessoas que atendem requisitos previstos em lei, ou seja, as que comprovem poucas condições de obter a casa própria ou apresentem considerado nível de hipossuficiência.
No que se refere ao assoreamento indevido de áreas destinadas à ocupação organizada, constata-se que através desta, inúmeros problemas de ordem urbanística provêm dessas ocupações indevidas, seja no que diz respeito à disponibilidade de serviços urbanos essenciais como: segurança, saneamento básico e outros.
Para a concessão de medida liminar em Ação de Reintegração de Posse devem concorrer dois requisitos legais, que são eles: a relevância dos motivos ou fundamentos em que se assenta o pedido inicial, e a possibilidade de ocorrência de lesão irreversível ao direito dos autores ou dano de difícil reparação, seja de ordem patrimonial, funcional ou moral.

     Considerações

  Quantidade de carros e motos chamou a atençaõ de cidadãos que estiveram no local

Ainda que se leve em consideração eventual interesse da Autarquia Pública Federal na tutela antecipada, se esta se manifestar, com base no disposto no artigo 109, I da CR/88, verifica-se a possibilidade de considerar o pedido formulado pelo Município de Parintins. Neste sentido é o entendimento jurisprudencial passivo Tribunal Federal da 1ª Região: Processual Civil, Embargos de declaração, omissão existente, Matéria exaurida, Pretensão de rediscussão da matéria julgada, impossibilidade, esclarecimento, Persistência dos efeitos da tutela antecipada deferida no juízo incompetente e excepcionalidade.
No documento apresentado pelo juiz, “não há que se falar em omissão do julgado recorrido quando a matéria devolvida em grau de recurso foi integralmente examinada e decidida, inclusive quanto aos temas invocados”.
O deferimento disposto pelo Juiz Áldrin Henrique aos proprietários da área denominada Pascal Allágio foi fundamentado no artigo 273, I, 926 e 928 todos do Código de Processo Civil. De acordo com o documento “será estabelecida multa diária no valor de R$ 500,00, em caso de descumprimento da ordem judicial, sem prejuízo das responsabilidades penais cabíveis aos requeridos”.

     Argumentos

      Em caso de descumprimento da ordem judicial, será estabelecida a multa de R$500,00

Diante dos argumentos expostos e documentos o juiz verificou que os fatos alegados são consistentes estando presentes nos requisitos legais, por isso, autorizou reforço policial com as cautelas devidas, sendo que a polícia deve agir com moderação, segundo os preceitos constitucionais. O juiz ainda determinou que seja enviada ao Ministério Público Estadual, cópia da decisão para procedimentos cabíveis, considerando eventual interesse público.
De acordo com um cidadão que esteve no local invadido, é revoltante a situação pela quantidade de carros e motos que se encontram no local, “quem está praticando tal ato, não tem necessidade de invadir patrimônio alheio, eles tem é que trabalhar para conseguir o que querem”, disse injuriado. 
Na manhã de hoje um oficial de justiça deve ir ao local para anunciar a Reintegração de Posse, caso os invasores não deixarem a área, deve ser recorrida a forca policial, inclusive com requisição de tropas da Capital.