terça-feira, 30 de julho de 2013

Balsa passa por cima de mulher e crianças que estavam em uma canoa

     A embarcação foi empurrada pelo banzeiro em direção à balda – foto: reprodução de vídeo -  Portal Em Tempo

Na tarde de ontem, segunda-feira (29), aconteceu mais um acidente envolvendo embarcações que transitavam no rio Amazonas. Uma balsa seguia sentido Belém/Manaus, quando passava nos perímetros do município de Urucurituba passou sobre uma canoa onde estavam uma mulher e duas crianças.

O fato aconteceu por volta das 16h, quando, em um rabeta, a mulher e as crianças seguiam para recolher das águas objetos jogados por passageiros de um navio que havia passado. Naquela área os ribeirinhos costumam peregrinar no beiradão pedindo alimentos dos passageiros que passam nas embarcações.

A balsa que seguia atrás do navio, não teria conseguido parar e passou por cima da canoa que afundou. Até o momento ainda não há informações concretas sobre o acidente, mas estamos apurando o fato.

O comboio de balsa saiu de Belém (PA) com destino a Manaus. Equipes da Polícia Militar, Polícia Civil e Capitania dos Portos se dirigiram ao local do acidente para averiguar as informações.

Até o momento a informação é que o nome da mulher seria Socorro e as crianças de 3 e 9, possivelmente filhos dela.

Veja o video aqui - Clique neste link para ver o vídeo

Clique aqui para ver mais informações sobre o caso

Ataíde Tenório

segunda-feira, 29 de julho de 2013

Promotor André Seffair contesta a eficácia do programa Ronda no Bairro


 Após analisar os dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-Am), que o número de homicídios baixou no Estado com a implantação do programa Ronda no Bairro, o promotor André serffair contesta a eficiência do Programa.
Em entrevista ao Jornal Gazeta Parintins, ele teceu um diagnóstico da política e da segurança pública no país, e diz: se o Governo do Estado quiser, resolve o problema da violência e ameniza de imediato os assaltos em Parintins.
De acordo com Seffair, nos dados apresentados no diagnóstico de 2012 sobre criminalidade do Estado pela SSP-Am, o número de homicídios diminuiu em todo o Amazonas, mas na Capital aumentou.
Ele afirma que no interior do Estado  houve 122 homicídios em 2011 e diminuiu para 92 em 2012 . Mas em Manaus houve de 925 em 2011 para  947 em 2012. No interior, o número caiu em 30 e na capital subiu para 22 mortes.
“A diferença foi de menos 8 homicídios de 2011 para 2012 no Amazonas, mas a divulgação manipula os dados verdadeiros. Em todo Estado houve a diminuição nas ocorrências de homicídios, mas não comprova a eficiência do Ronda no Bairro”, revela o promotor.

                   Criminalidade


André revela que na Capital onde o Ronda no Bairro está instalado, aumentou a criminalidade o que não quer dizer que o Programa é ruim, mas em combate aos homicídios, não conseguiu um resultado positivo em 2012, e esparra que consiga em 2013.
“Sou um entusiasta da segurança pública bem feita, mas, só o policiamento não consegue resolver os homicídios considerados crimes complexos. Sei da necessidade do governo mostrar à população que seus programas são eficientes e não estou dizendo que não são, mas não se pode manipular informações para dizer que o programa é eficiente por que não é verdade”, afirma o Agente da Lei.
Ele afirma ainda que o insucesso do Programa no combate a homicídios em Manaus não é culpa do policial nem do Secretário de Segurança, mas de outras dinâmicas determinantes.
Para Seffair“Um exemplo gravíssimo e só acontece no Brasil, é que temos uma laranja cortada ao meio, a Polícia Civil (PC) e a Polícia Militar (PM). Uma vai para a rua e outra faz inquérito. O Brasil precisa de um policiamento de ciclo completo. A PM que está nas ruas deveria investigar determinados crimes, dos mais graves a PC cuidaria”.

                  Aposta

Ele aposta que assim haveriam repartições com competências atribuídas e entendimento entre as polícias. “Um exemplo é a questão do roubo em Parintins, as investigações poderiam facilmente prevenir as ações dos indivíduos”.
O agente reclama que a PC deveria investigar roubos de dinheiro público junto com o Ministério Público, e assegura que o problema da Segurança Pública é uma doença social.
“Essa doença produz feridas que são os criminosos. A sociedade entende que a ferida tem que ser maltratada, ao invés de tratada. Os seres humanos são jogados nessas jaulas chamadas presídios que não recuperam ninguém, aliás, saem de lá pior”, garante Seffair.
O Promotor lamenta que “a sociedade quer matar o elemento porque é pobre, pois quem assalta é pobre, assim teria uma faxina ética no Brasil, a faxina social, pois o grande pecado é ser pobre. O rico comete crime de colarinho branco e não vai pra cadeia, frequenta os mesmos ambientes que agente e pior, é aplaudido”.

                 Redução

Segundo ele, em Parintins, essa ferida reduziria com políticas de prevenção, pois, por meio de um estudo diminuiu de 15 a 25 anos, para 15 a 22 anos a idade dos indivíduos que estão indo as ruas assaltar. “São jovens em formação. Se houvesse políticas de inclusão social como esporte, lazer e cultura, a situação mudaria. Se um desses jovens fizesse mal para a família de alguém a reação seria de mata-lo, mas o Estado não pode reagir como ser humano, e sim com estratégias para recuperar esses jovens”.
Outra estatística em Parintins é que de cada 10 assaltos cometidos, sete são por reincidentes, pessoas que foram presas, mas passaram por um sistema incapaz de recuperá-los.
“Isso é complexo, mas a verdade é que recuperar seres humanos não dá votos, o que dá votos é ir para tribuna e dizer que o criminoso é vagabundo e deve morrer. Estamos travando uma guerra imaginaria e o inimigo é a própria sociedade” lembra.
Para o promotor, muitos políticos aqui, no Amazonas e em todo Brasil deveriam estar presos. “Já roubaram muito dinheiro público e não foram punidos porque temos um Sistema Judicial e Processual perverso que não pune os ricos. Quantos crimes estão impunes por causa disso no Brasil?”

                 Trabalho

         Desde o ano passado o Programa é promessa do Governador para funcionar em Parintins

Seffair adianta que faz sua parte, mas, o sistema é maior do que o trabalho que realiza. “Esse resultado é produzido independente daquilo que coloco. As políticas são equivocadas e muito dinheiro público vai pelo ralo, tanto na segurança publica quanto na infraestrutura. Em Parintins a pauta é festa, a cidade esta ruim, mas houve festa no Mocambo, falta merenda nas escolas, mas o Carnailha foi lindo, tem faminto, mas o festival foi maravilhoso”.
Para ele, enquanto a população aplaudir essas atitudes, os absurdos vão continuar, já que as políticas no Brasil são demagógicas. “O Brasil demonstra não querer isso e está indo às ruas, mas precisamos canalizar e colocar pessoas de bem na política para que se consiga fazer diferente e de forma concreta”.
André Seffair lamenta que, “a presidente Dilma ha um mês quando o caldo entornou, não chamou o Ministro da Justiça, nem o Ministro da Saúde ou da Educação, chamou o marqueteiro João Santana, o colocou no avião e foi discutir com o ex-presidente Lula, o que tinha que fazer no meio dessa babuja”.
“Esse marketing exacerbado faz com que pessoas sem conteúdo se tornem prefeitos, governadores e presidentes. Isso causa uma tragédia no país. Eles não elaboram políticas publicas, mas estratégias para se manter no poder”, finaliza Seffair.

Ataíde Tenório


Idoso morre após ser atropelado no Itaúna II

       Idoso foi atropelado quando ia pagar uma conta de energia

O idoso Walter Farias Sicsú, 79, foi atropelado por uma motocicleta Honda CG Titan ES, na rua 03 do bairro Itaúna II, quinta-feira (25), por volta de 14h. Ele saiu da casa onde morava na rua 06 do mesmo bairro para pagar uma conta de energia em um supermercado próximo. Segundo parentes do idoso, ele contrariou os filhos que pediram para não ir sozinho por causa da idade, mas não adiantou e aconteceu a fatalidade.
Segundo o boletim policial, o idoso foi atropelado por um cidadão de 24 anos de idade que não teve como evitar o atropelamento do idoso que atravessou na frente da moto.  Walter Farias sofreu lesões na cabeça e no pé direito e foi conduzido para o Hospital Padre Colombo, mas apósseis  horas, mesmo com os esforços da equipe médica morreu, com traumatismo craniano. O acusado foi apresentado com o veículo no 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil (3ª DRPC), pelo Sargento PM L. Andrade, mas, pouco tempo depois foi liberado.

Socorro

A filha do aposentado, Angelina Sicsú, em entrevista ao Gazeta Parintins, relatou que por teimosia o pai saiu sozinho e reclama que o atendimento de primeiros socorros demorou a acontecer. “Fomos avisados pouco mais de 10 minutos após o acidente. O local fica próximo de casa, a viatura estava lá, mas desde o momento que meu pai foi atropelado a ambulância chegou depois de 40 minutos apenas com o motorista, isso é um descaso”, conta a filha.
Ela ressalta que muitas pessoas se aglomeraram em torno do corpo do idoso que estava estirado no asfalto, e dentre as pessoas tinha um voluntário do curso de bombeiro civil. “O jovem ajudou nos primeiros socorros, e junto com o motorista colocou meu pai na ambulância. A colera ortopédica estava em estado precário. Acredito que se o atendimento tivesse sido mais rápido meu pai teria mais chance de sobreviver”, diz Angelina. Walter Sicsú faleceu por volta de 21h30, no HPC.

Artista parintinense morre 24 horas após sofrer acidente em Juruti-PA

           Johnnatas morreu às 6h de sábado em Juruti

Johnnatas Trindade de Araújo, 26, sofreu acidente de trânsito sexta-feira (26) às 5h da madrugada no município de Juruti (PA). Ele estava naquela cidade trabalhando na tribo Mundurukus no Festribal. O jovem foi conduzido ao Hospital Francisco Rodrigues, mas faleceu cerca de 24 horas após dá entrada naquela unidade hospitalar.
A informação repassada à família é que Johnnatas estava na garupa de uma motocicleta de um colega que colidiu em um meio fio. O pai dele Antônio Raimundo, diz que o filho iria viajar em agosto para trabalhar em uma escola de samba de São Paulo. O artista deu entrada no hospital às 5h30 com escoriações e um baque na região abdominal, mas foi liberado às 14h. Segundo o prontuário, o paciente recebeu todos os atendimentos médicos necessários.
Aguinaldo Souza, responsável pela equipe onde a vítima trabalhava, conta que o artista se queixou de dores abdominais. “Levamos ele para o alojamento porque estava sentido um desconforto, mas na madrugada sentiu fortes dores na barriga e o levamos de volta ao hospital”, relata.
O desenhista foi atendido pelo médico plantonista Leônidas Rafael que solicitou a transferência dele para Santarém–PA, em um avião UTI, porém o artista não resistiu e faleceu às6h da manhã de sábado. O corpo chegou às 12h do mesmo dia em Parintins e foi sepultado ontem às 9h no cemitério São José. 

Explicações

A mãe do jovem, Raimunda Trindade, quer uma resposta para o caso e acredita que não fizeram todos os procedimentos necessários para detectar o que havia com o filho. “Na segunda entrada do Johnnatas no hospital, o médico pediu um avião UTI de Santarém, mas não foi atendido. Se tivessem detectado o problema poderia estar vivo”, disse emocionada.
Em entrevista ao repórter Júdson Lima, o médico Leônidas Rafael confirmou que a causa da morte de Johnnatas foi um trauma abdominal fechado com trauma pancreático. O diretor do Hospital de Juruti, EdilailsonSouza, ressaltou que todos os esforços foram feitos para tentar salvar a vida do artista, e reiterou que na primeira entrada do parintinense no hospital, todos os procedimentos foram realizados.


Geandro Soares

Ex-presidiário é morto afacadas na Vila Amazônia

      No momento que André deu entrado no hospital Jofre Cohen já estava morto
  
O ex-presidiário André de Souza Magalhães, 22, foi morto a facadas na noite de sábado (27). O fato aconteceu durante o ensaio de uma festa que acontecia na Praça dos Japoneses na Vila Amazônia. Segundo o radialista Gineilson Souza que estava no local no momento do ocorrido, André falava ao telefone quando um rapaz chegou, desferiu a facada e em seguida saiu. “A vítima nem gritou, caiu no chão sangrando. Isso aconteceu por volta de 22h40, acionamos a ambulancha, mas o resgate só foi feito por volta de 23h20. Quando ele foi removido, possivelmente já estava morto. Não temos segurança e não aguentamos mais tanta violência na Vila Amazônia. Esse caso aconteceu praticamente na porta do Box da polícia e o elemento conseguiu fugir. Precisamos de mais policiamento, e os organizadores de eventos precisam atentar para a segurança que não está sendo feita”, revela o radialista.
O médico Oziel Souza, que estava de serviço no Hospital Jofre Cohen para onde o corpo de André foi levado, revela que, quando o jovem deu entrada no hospital, por volta de 23h50 ele já estava sem vida e não puderam fazer mais nada.  Segundo informações de uma prima da vítima, André cumpria pena por tráfico de droga e tinha saído do presídio sexta-feira (26). “Soubemos que foi uma pessoa de nome Ricardo também conhecida como pacu que matou meu primo. A facada transfixou o rim e o fígado direito dele”.
Até o fechamento desta edição, a polícia ainda não havia encontrado o suspeito pelo assassinato de André que após o crime, teria adentrado nas matas da região do Assentamento Vila Amazônia tomando rumo ignorado.

Ataíde Tenório

5ª Marcha para Jesus 2013 reúne multidão nas ruas de Parintins



          Uma multidão de pessoas participou do Evento da Marcha para Jesus 2013 (rua Paraíba)
  
Uma multidão de pessoas participou ontem da 5ª edição da Marcha Para Jesus, organizada pela Associação dos Pastores e Líderes Evangélicos de Parintins (Apalepin). Com bandeiras, cartazes e faixas com versículos bíblicos, os fiéis fizeram orações em pontos específicos da cidade. O momento foi de manifestar publicamente amor a Jesus Cristo. A caminhada saiu às 17h da Praça dos Bois, seguiu na rua  Paraíba, estradas Macurany, Odovaldo Novo, rua Vicente Reis, Avenida Amazonas, Gomes de Castro e Avenida Nações Unidas até chegar ao estádio Tupy Cantanhede, onde foi realizado um culto com apresentações de dança, teatro, música e pregações. O evento contou com a participação da cantora Pâmela Viana, reconhecida nacionalmente no segmento da música gospel.
O presidente da Apalepin, pastor Odair Cardoso, relata que a expectativa era grande e tudo aconteceu dentro do previsto. “Essa multidão de mais de 20 mil pessoas já era esperada. As igrejas evangélicas se mobilizaram, foi um grande momento de demonstração de fé a Jesus Cristo”. 

Evento

A marcha para Jesus é um evento intercontinental, que ocorre anualmente em diversas cidades do mundo, com isso, a igreja mostra que não é restrita aos templos, e que, é aberta a sociedade, além de unir os cristãos em uma expressão de fé, amor, agradecimento e exaltação a Jesus. O evento faz parte do calendário de evento de Parintins desde o ano passado, e acontece no último domingo de julho. De acordo com Vander Picanço, membro da comissão organizadora, a Marcha para Jesus é uma das maiores manifestações cristãs do mundo. “As igrejas saem das quatro paredes e vão às ruas manifestar amor e fé em Jesus Cristo”, acrescenta o organizador.


Geandro Soares

Parintins realiza I Conferência de Promoção da Igualdade Racial



           Seis delegados foram escolhidos para a Conferência Estadual, em agosto

 A I Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial de Parintins foi realizada sexta-feira (26) no auditório do Centro de Estudos Superiores de Parintins (Cesp-Uea). Com o tema: “Democracia e Desenvolvimento sem racismo: Por um Brasil Afirmativo”, o evento avaliou avanços, desafios e as perspectivas das Políticas de Promoção da Igualdade Racial no âmbito municipal, estadual e nacional.
Para a representante da Secretaria de Estado de Articulação de Políticas, (Searp), Sebastiana Silva, o evento é a oportunidade de o município desenvolver mecanismos de controle social sobre o tema. Outro aspecto citado por ela, é que a sociedade tenha maior participação no monitoramento das políticas de igualdade social, com a missão de elaborar propostas relevantes para a promoção dessa igualdade no município.

Participação

Durante a Conferência, os 116 participantes discutiram estratégias para o desenvolvimento e enfrentamento ao racismo por meio de políticas de igualdade racial no Brasil: avanços, desafios; participação política e controle social, mecanismos de participação da sociedade civil no monitoramento das políticas de igualdade racial. Após a divisão dos temas e grupos de trabalhos, as propostas elaboradas por cada grupo foram discutidas e, 9 delas aprovadas para ir a debate na etapa estadual. 

Ao término da conferência foram escolhidos seis delegados da sociedade civil organizada para a Conferência Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Amazonas que acontece nos dias 28, 29 e 30 de agosto, em Manaus. Aldair Marialva (juventude), Glauter Batista (LGBT), Erielem Farias (negra/juventude), João Nogueira (negros), Marilúcia Souza (Sateré-Mawé) e Janete Santos (quilombola), foram os delegados eleitos. Além deles irão também os delegados que representarão o poder público municipal na Conferência.

Geandro Soares

Tiros, terçadadas e facadas entre jovens no interior

    As vítimas se envolveram em uma briga generalizada na noite de sábado (27)

 Dois interioranos foram feridos, um com tiro e facada e outro a terçadadas.  Eles foram vítimas de uma briga generalizada que aconteceu por volta de 19h de sábado (27) que transformou a praça da comunidade São João do Jacú, no rio Uaicurpá, em um verdadeiro campo batalha com disparos de arma de fogo, confronto, terçadadas e facadas.
Uma das vítimas foi Joilson da Paz Menezes, que deu entrada no Hospital Jofre Cohen à 00h25 de domingo (28) e a qualquer momento deve ser transferido para a Capital do Estado. Durante o confronto, ele levou um tiro de espingarda (calibre 20) na perna esquerda e uma facada no braço esquerdo.  “O tiro foi disparado por Matheus Barbosa Martins que errou um tiro e acertou o outro, a facada foi dada pelo Isaias Barbosa Martins, 28, (o Bidú)”, acusa Joilson.
A esposa de Joilson a dona de casa Liciane Gama de Melo, 28, “toda vez que o Bidú fica bêbado, ele pega faca e sai na rua ameaçando todo mundo. Na semana passada ele agrediu uma mulher, e a ameaçou para que não viesse registrar queixa. Ela ficou com medo por que ele é o valentão e não veio”.
“Ontem (Sábado), logo no final da tarde ele e o Joilson brigaram, mas não estavam armados. Na hora que estávamos em casa jantando e ele chegou armado de faca, em seguida o pai e o irmão dele chegaram cada um com uma espingarda”.
Dona Liciane afirma que “o Matheus invadiu nossa casa, todo mundo correu com medo de morrer atirado, mas ele acabou acertando um tiro na perna do meu marido e o Bidú o furou. Essa confusão toda na família começou a mais de 2 anos quando o Bidú agrediu meu irmão e agora aconteceu essa guerra”, afirma.
Joelson da Paz está preocupado com a situação do irmão que deve ser transferido para a Capital do Estado. “Meu irmão será transferido para Manaus e corri o risco de ter o braço amputado, o ferimento é muito grave. Ele também será operado para retirada dos chumbos que estão alojados na perna dele”.

 Acusado

O acusado de desferir a facada em Joilson, Isaías Barbosa Martins, 28, que está desde às 2h de ontem (28) em um dos leitos do Hospital Padre Colombo com cortes na perna esquerda, braço e coxa direita e na cabeça comenta. “Na hora da confusão, o Joilson me cortou e furei ele. Quando ele, o Jamanta e um outro foram pra cima de mim, o Matheus meu irmão atirou no Joilson. Se ele não tivesse atirado teriam me matado, estavam todos armados".
O Joilson é marido da minha prima, essa rixa existe há pelo menos três anos entre eles e meu irmão, só que eu não me metia na confusão. Ele estava bêbado e pós ajuda-lo a descer para o porto, me atacaram e me espancaram muito e eu revidei”, afirma Isaias.
Até o fechamento desta edição nenhum dos envolvidos havia sido preso.

   Ataíde Tenório

Criança de 9 anos de idade é agredida na frente dos colegas na sala de aula


A gestora de uma escola estadual da região centro-leste de Parintins registrou boletim de ocorrência quarta-feira (24) por volta de 10h na 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil (DRPC). O B.O registrado foi contra um cidadão por invadir o educandário na tarde de terça-feira (23) e agredir um aluno de 9 anos de idade dentro da sala de aula. Ela conta que o indivíduo é tio de um dos colegas da vítima, e que ele teria tomado as dores do sobrinho por causa de um desentendimento entre colegas.
“As vezes as crianças brigam por qualquer situação. Chamei essas crianças para conversar na diretoria, entretanto, antes, um tio de uma delas, que tem mais ou menos 35 anos, entrou sem autorização na sala de aula onde o menino estava sentado e desferiu um tapa no rosto da criança, na frente de todos os alunos do 4º ano e foi embora. No primeiro momento a professora pensava que era algum pai que estava deixando o filho na sala. As crianças da turma confirmaram a agressão. Disseram que o homem segurou um lado da face do garoto e desferiu um tapa na outra”, conta.
A educadora relata que durante 32 anos de trabalho, nunca tinha presenciado uma violência desse tipo. “Fui a delegacia de polícia fazer a denúncia. Assim como ele bateu no menino, poderia matar ou fazer outra coisa, vemos violência dentro das escolas, é um fato lamentável, mas a polícia já está tomando as providências”, declara a gestora.

Para que as crianças do educandário tenham mais segurança nas aulas, desde quarta-feira (24) os pais não podem deixar os filhos na sala de aula.

  Geandro Soares

Agressão entre detentos no presídio

      Foto do detento Eder Bruno Machado


Sexta-feira (26), por volta de 15h, uma briga na Unidade Prisional de Parintins, fez com que os detentos envolvidos Eder Bruno Machado e Raimundo Astésio da Silva Conceição, 53, fossem conduzidos à 3ª Delegacia Regional de Polícia Civil (3ª DRPC), de Parintins, para evitar um tumulto no local.
Os dois foram conduzidos à delegacia por uma guarnição da Polícia Militar, acompanhados pela carcereira Val. Depois de ouvidos pelo escrivão, e feitos os procedimentos legais, a dupla foi conduzida de volta ao Presídio da cidade.
Na 3ª DRPC, momentos antes de prestar depoimento, conseguimos falar com um dos presidiários. Eder Bruno contou a reportagem, que deu um soco em Raimundo, porque os dois têm uma rixa antiga, bem antes de estarem presos. Segundo a carcereira Val, a polícia interviu e evitou que o confronto entre os dois se estendesse, afirma que o caso não foi grave e os dois estão novamente no presídio.


Geandro Soares

domingo, 28 de julho de 2013

Sem apoio do município, atletas de Parintins conquistam medalhas no Campeonato Amazonense Caixa de Atletismo Sub-23



Apesar das medalhas alcançadas a delegação encontra dificuldade para retornar à cidade

Sem apoio do município, 10 atletas representaram Parintins no Campeonato Amazonense Caixa de Atletismo sub-23, na Capital do Estado. Apesar das dificuldades, a delegação conquistou 4 medalhas de ouro e 5 de prata na competição, mas encontra dificuldade para retornar.
Parintins conquistou o primeiro lugar no revezamento 4x400 com Alex Gomes, Jorge Ramos, Ericsson Oliveira e Edson Pinheiro, e nos 800 metros Ericsson Oliveira foi ouro, Eliara Godinho primeira colocada nos 400 metros e Kildson Souza ouro no salto em distância. O Campeonato Amazonense Caixa de Atletismo sub-23, foi realizado pela Federação Desportiva de Atletismo do Amazonas (Fedaeam) na Vila Olímpica de Manaus nos dias 26 e 27.
Para Jorge Ramos, 19, os atletas estão com dificuldades para retornar a Ilha. “A maioria está ‘enrascada’ para voltar. A gente representou bem a cidade, e o município não ajudou. Agradecemos ao ex-atleta Francicarlos que cedeu a residência dele para a delegação ficar”, informou via celular a nossa reportagem.


Conquistas


Ericsson Oliveira, 18, conquistou duas medalhas douradas, uma no revezamento 4 x 400 e outra nos 800 metros. “Passamos várias dificuldades, e por amor ao esporte conseguimos chegar a Manaus e alcançar ótimos resultados. O Francicarlos, ajudou muito a gente, a professora Margareth, presidente da Fedaeam também. O município não colaborou conosco. Mesmo sem ajuda que seria muito importante, nos superamos e conquistamos várias medalhas e se tudo der certo viajamos amanhã para Parintins”.
De acordo com o professor Carlos Meireles, coordenador de esportes do município, a competição estava prevista para agosto, mas foi antecipada para julho, o que impossibilitou o município ajudar os atletas. “A competição foi adiada e não estava no cronograma do município. Os atletas não apresentaram nenhum documento pedindo patrocínio. A presidente da Feadeam informou que não teria hospedagem e nem alimentação na Vila Olímpica. Não podem jogar para o município, em cima não se dá pra fazer nada”, declara. O coordenador ressalta que amanhã 73 atletas vão representar Parintins nos Jogos Escolares do Amazonas (JEA’s) e as  passagens e uniformes foram doados pela prefeitura, um orçamento em torno de R$ 19 mil.

sábado, 27 de julho de 2013

Ronda no Bairro faz criminalidade cair no Amazonas, diz o Coronel Amadeu Soares

      Coronel afirma que os índices caíram após a implantação do Ronda no Bairro ( Foto: ACRITICA.COM)

Matérias publicadas em jornais da Capital do Estado, no inicio da semana, dão conta que o índice de criminalidade no Amazonas caiu graças á implantação do programa Ronda no Bairro. Segundo os veículos de comunicação, a informação foi do secretário executivo do programa, o coronel Amadeu Soares. Ele afirmou que o índice de homicídios no Amazonas teve uma queda de 30% no primeiro semestre de 2013 em relação ao primeiro semestre de 2012.

Ao apresentar os dados o Coronel ainda discordou que o Amazonas esteja ocupando o 8º lugar no País em taxas de homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Os números apresentados por ele são resultados do estudo do Mapa da Violência 2013 feito em todo Estado. A pesquisa foi baseada nos registros de mortes violentas ocorridas no período de 2001 a 2011.
Amadeu Soares disse que, nesse período, o índice de mortes violentas no Amazonas era elevado, mas que eles começaram a diminuir a partir do início de 2012, com o investimento que o Governo do Estado fez na Segurança Pública, com a reestruturação do sistema e a implantação do programa Ronda no Bairro. Essa nova política reduziu também outros índices de violência como os assaltos, furtos, e a violência doméstica.
O secretário executiva informou os dados que serviram de base para o Mapa da Violência 2013 são do Sistema de Informações Sobre Mortes (SIM), que não representa a realidade do Amazonas. Já os dados do Anuário de Segurança Pública  2012, apresentado no último dia 12 de junho, são baseados  nos no Sistema de Informação de Segurança Pública (Sisp).
Conforme a análise dos dados criminais do Anuário 2012 da SSP, de janeiro a maio deste ano foram registrados 282 homicídios na capital, quantitativo que é 32% menor do que no mesmo período de 2012, quando foram registrados 411 assassinatos. “A redução progressiva é atribuída ao investimento em qualificação dos profissionais da segurança, estrutura e implantação do Ronda no Bairro”, disse Soares.
O Mapa da Violência 2013 foi divulgado na quarta-feira. Nele o Amazonas foi apontado como o 8º no País em taxas de homicídios por 100 mil habitantes, apresentando um aumento de 166,9% entre 2001 e 2011.

Fonte:  ACRITICA.COM

Aprovados no concurso da Câmara de Parintins buscam assumir vagas




      Ozias Souza e Jean Cristian procuraram a redação do Gazeta para que o fato chegue ao conhecimento do presidente da Câmara

Participantes do concurso público da Câmara Municipal de Parintins em 2011, afirmam ter provas que alguns aprovados nas áreas de vigia e segurança, foram empossados sem apresentar documentos legais exigidos no edital. Ozias Souza Reis, 52, sétimo colocado para vigia, e Jean Cristian Ferreira, 34, terceiro para segurança, estiveram em nossa redação para que o fato chegue a conhecimento do atual presidente da Câmara Municipal e que resolva o caso e eles possam assumir as vagas.
Os dois asseguram que vão acionar a justiça para que o Edital seja cumprido. Segundo Ozias, das quatro vagas para vigia apenas um aprovado obedeceu aos requisitos do Edital, que pedia: Identidade profissional e certificado de curso de vigilante fornecido somente pela Polícia Federal. “No lugar da identidade profissional apresentaram uma carteira de sócio do Sindicato dos Vigilantes, que qualquer sócio possui e não vale como identidade. Os certificados deles estão vencidos, portanto, não obedeceram aos requisitos exigidos, somente o 1º colocado ofereceu todos os documentos”.

         Exigências

 Segundo Ozias Reis, a CMP se recusa a cumprir as exigências do Edital e alega que a Polícia Federal não exige que o vigia tenha identidade profissional. “Mas se não precisasse o Edital não exigiria, quero meu direito resguardado pelas regras do Edital. O artigo 37 da Constituição Brasileira diz que todos os concursos públicos, assim como os candidatos, devem estar obrigatoriamente de acordo com o Edital e a Câmara está contrariando o artigo. Comunicamos ao atual presidente da Câmara o vereador Rildo Maia, mas a assessoria jurídica não entendeu e argumentou que não temos direito. Vamos a justiça para que o Edital seja cumprido”.
Para Jean Cristian a cobrança não é indevida pois, se preparou para o concurso. “Estamos com as documentações em dia e a Câmara tem que fazer cumprir as exigências. Como representante do povo, ela deveria cumprir com a lei para garantir os nossos direitos. Não estou pedindo favor, só quero que o Edital seja cumprido”.
Jean reclama que deveria assumir uma vaga já que foi o 3º colocado e o concurso disponibilizava duas, portanto uma está em aberta. “Um dos aprovados pediu exoneração e quero saber por que não me chamaram? Se alguém foi empossado contrariando o Edital, sem os devidos documentos pode estar cometendo um crime de exercício ilegal da profissão e a Câmara precisa rever isso”.

       Câmara

  Rildo Maia garante que vai prolongar por dois anos a validade do concurso

O presidente da CM, Rildo Maia, afirma que ao chegar na casa o quadro de funcionários estava montado e um pediu exoneração, mas outra pessoa foi chamada para ocupar a vaga. Ele adianta que vai prorrogar por dois anos a validade do concurso. “Achamos de acordo com a necessidade da casa. Com relação a existência de funcionários que não se enquadram no posto para que foi chamado, isso não existe”.
Rildo acredita que todos os funcionários empossados a partir do concurso, tiveram suas documentações criteriosamente analisadas. “Por isso acredito que não há problemas, se alguém acionar a justiça e formos acionados, vamos nos pronunciar de maneira correta”.

Ataíde Tenório

Cabeleireiros parintinenses aprimoram tratamento de beleza com novas técnicas




       Curso foi ministrado por Edgar Tatua Vit aos cabelereiros parintinenses

O Sindicato dos Profissionais de Beleza em Parintins realizou na última quinta-feira (18) curso ministrado pelo Hair Stylist Edgar Tatua Vit, cabeleireiro inglês famoso por técnicas inovadoras de corte e tratamento capilar no mundo. Essas técnicas internacionais já começaram a ser aplicadas nos salões da cidade, deixando os cabeleireiros e os clientes satisfeitos com resultados.
Para Marionilson Castro, cabeleireiro há mais de 10 anos, o curso possibilitou atualizar tendências, ganhar tempo e aumentar números de clientes. “Para nós foi gratificante, pois conhecemos novas técnicas de cortes e tratamento capilar que nos fizeram ganhar mais clientes, já que diminuímos o tempo de duração dos cortes, aprendemos a usar outros produtos mais eficazes que deixam os cabelos mais saudáveis sem necessidade de demorar na aplicação. Além disso, muitas pessoas gostaram do resultaram e nos indicaram para outras, dessa forma melhora o nosso profissionalismo”.
Cléo Rocha, presidente do Sindicato, afirma o aprimoramento do trabalho dos Hair’s Stylist’s parintinenses. “Trazer Tatua Vit de Londres é muito importante para o aprimoramento dos profissionais de beleza em Parintins. São tendências de cortes comerciais e técnicas que giram no mundo atual, é a atualização da tendência de mercado em tempo real em Parintins. Os profissionais não precisaram sair da cidade, pois a Associação do Cabeleireiros parintinense realizou o curso na Ilha”, enfatiza.

Arte

Edgar Tatua Vit considera o trabalho com cabelos mais que uma arte, é desenvolver um dom que vem de Deus, além de destacar a beleza interior que surge com comportamentos humanos. “Sou educador da arte de trabalhar com cabelos e conhecido mundialmente como ‘Tatua Vit’, que significa ‘a serviço do Senhor’. É importante passar esta mensagem em todo Brasil, onde fazemos um projeto para crianças em orfanatos chamado ‘Cortando e Brincando’. Em Parintins abrimos uma porta para os cabelereiros pesquisarem o lado diferente da beleza, não só a beleza material, mas a que vem de dentro”.
O Pastor da Igreja Universal, Edvaldo Martins, que apoiou o evento, comenta sobre a oportunidade dada aos cabeleireiros parintinenses. “É uma satisfação está presente neste evento, não trabalho na área da beleza, mas na parte espiritual, é importante para Parintins e ao progresso dos profissionais da beleza. Abençoamos cada cabeleireiro e pessoas que participaram, pois a mudança atingirá toda a população da cidade”.

Carly Anny Barros

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Skatistas improvisam pista e cobram do poder público local adequado para a prática do esporte


       Na hora de votar os políticos são amigos, mas depois de eleitos deixam a gente a mercê, diz um praticante


Por falta de local próprio, jovens e adolescentes praticam skate em locais inadequados em Parintins. O número de adeptos do esporte cresce e, segundo eles, a paixão pela modalidade ameniza as dificuldades que enfrentam. Os skatistas alegam falta de apoio do poder público e uma pista proporcionaria lazer à juventude, lembrada pelos candidatos apenas em período eleitoral, outro problema, é a falta de lojas do ramo de esportes radicais na cidade.



Robert Fernandes, Heitor Barros, Marcelo Cursino, Gabriel Rodrigues e Gustavo Serrão pertencem a um grupo de na cidade. Segundo eles, no início do ano ficaram impedidos de praticar o esporte porque o local onde utilizavam na Praça da Liberdade foi ocupado por uma barraca de churrasco e em outras áreas da Praça a falta de iluminação é outro empecilho.


             Dedicação



Para o universitário Robert, 23, o skate requer dedicação, como qualquer outro esporte e se houvesse uma pista na cidade organizariam torneios e campeonatos.  Heitor Barros, 18, relata que o skate o ajudou a ser uma pessoa melhor já que passou por vários problemas. “O skate serviu como terapia, mas precisamos de um local adequado, seremos gratos a quem nos ajudar”.

Marcelo Cursino, 13, se dedica em fazer manobras cada vez melhor e busca evoluir com o tempo. “É quase impossível passar na rua e não ver alguém praticando Skate, BMX Street, ou SlackLine na Praça dos Bois. Poderiam construir uma pista de skate na Praça da Liberdade, pois tem um espaço grande inutilizado, ou mesmo na Mini Vila Olímpica, que a obra está parada e  não vemos mais mobilização para concluir. Infelizmente para muita gente, o skate é visto como sinônimo de pessoas que não têm o que fazer, mas não sabem o quanto faz bem para a saúde”.


        Promessas


Gabriel Rodrigues, 19, pratica skate há 5 anos e ouve há tempos promessas dos políticos, mas ação para mudar a realidade da juventude segundo ele não acontece. “Estou ficando desacreditado com a nova administração, continuamos na mesma. Na hora de votar os políticos são amigos, mas depois de eleitos deixam a gente a mercê. As pessoas que quiserem apostar na gente vestimos a camisa da empresa, se for preciso botamos a mão na massa para construir a pista, organizar torneios, campeonatos, força de vontade é que não falta, só falta apoio”, finaliza.

  









     Geandro Soares

Desportistas realizam I Torneio de Futevôlei Parintinense 2013





Aconteceu domingo (21) de 8h às 14h, o I Torneio de Futevôlei Parintinense 2013, denominado Waldir Melo, realizado em uma quadra de areia na rua Júlio Belém. A competição foi o pontapé inicial para o campeonato parintinense, objetivo dos atletas a frente da modalidade.

O torneio contou com a participação de jogadores jovens e atletas mais experientes. O primeiro lugar ficou com a dupla Ramom e Romarinho, na segunda colocação, Beto Pupunha e Bikola. Joilton Peixe-Boi e Pinto ficaram em terceiro, Bruno Melo e Cebola em quarto.  De acordo com o desportista Beto Pupunha, o objetivo da competição é fortalecer o futevôlei para que futuramente os atletas representem Parintins em competições intermunicipais e regionais.

“Assim como futebol de Parintins ganhou a Copa dos Rios, queremos que o futevôlei se destaque nas competições regionais e intermunicipais. Temos atletas com grande potencial e estamos empenhados em promover o Campeonato Parintinense da modalidade, para isso, contamos com o apoio de patrocinadores, para seguirmos esse projeto esportivo, tirar jovens das ruas. Em breve iniciaremos os treinamentos das crianças, agradecemos a dona Helena e seu Rossy por ceder o quintal deles para a quadra, o Bruno Melo por comprar um refletor para termos jogos a noite”, declara Beto Pupunha.


Geandro Soares


Seleção parintinense de futebol treina no escuro para a segunda fase da Copa dos Rios




       Parte dos treinamentos da equipe é realizada no escuro 

A seleção parintinense de futebol sub-19 se prepara para a segunda fase da Copa dos Rios que acontece de 21 a 25 de agosto na cidade Barreirinha. Parte dos treinamentos da equipe parintinense é realizada no escuro, o que coloca em risco a integridade física dos atletas. Os treinos físicos acontecem as segundas e terças-feiras de 18h às 19h30 ao lado do Ginásio Elias Assayag, já os treinamentos com bola são realizados as quartas, quintas e sextas-feiras no Campo do Gordo no Itaúna II, também no mesmo horário.

Porém, na quadra de areia ao lado esquerdo do Ginásio, um dos únicos locais existentes na cidade onde os treinamentos físicos dos atletas podem ser realizados, a iluminação pública é precária, e por causa da escuridão, os atletas correm o risco de sofrer uma contusão, o que os deixariam de fora da competição.

O técnico, Eidinaldo Gomes, revela que o local é utilizado, por causa da quadra de areia onde os atletas realizam exercícios físicos. “Pedimos ao poder público que faça os serviços de reposição das lâmpadas nos postes da área esquerda do Ginásio que está toda escura, pois não é só a seleção que treina aqui”.

Segundo ele, muitos jovens vão para o local praticar voleibol, corrida e outros exercícios, mas realizam no escuro. “Assim como eles, um de nossos atletas pode torcer um pé ou sofrer qualquer outro tipo de machucado que poderia atrapalhar o desempenho dos treinos”, afirma Eidinaldo.

A segunda fase da Copa acontece em Barreirinha com a presença das seleções de Parintins, Barreirinha, Itacoatiara, Iranduba e Careiro Castanho. As duas melhores seleções se classificam para a próxima fase da competição, e, dependendo da pontuação, uma 3ª seleção pode se classificar.


Ataíde Tenório